Curando HPV

Escrito por john lindell | Traduzido por ikaro mendes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Curando HPV
Verrugas na mão (www.uwstout.edu)

Papilomavírus humano, ou HPV, é um vírus que pode causar a formação de verrugas sobre os órgãos genitais, mãos, pés e até mesmo dentro da boca dos seres humanos. Infecções por HPV não são incomuns, cerca de 25 milhões de indivíduos nos Estados Unidos são portadores. Embora não exista uma cura para o HPV, existem tratamentos que podem remover as verrugas e uma vacina foi desenvolvida para as mulheres que podem prevenir o HPV. HPV pode, em algumas formas, causar câncer, tornando-se vital que ele seja reconhecido cedo.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

Uma infecção por HPV pode começar quando o vírus entra no corpo através de um corte, raspagem, ou pequenas fissuras na camada exterior da pele. Ela pode ser transmitida por contato pele a pele entre as pessoas; aqueles que têm verrugas genitais são capazes de transmitir o vírus por meio de relações sexuais. Em raras ocasiões, a mãe pode passar HPV para o bebê durante o parto. Na maioria das vezes, o HPV pode não ser detectado por não apresentar sintomas. Estes sinais são diferentes, dependendo do tipo de HPV que uma pessoa tenha sido exposta. As verrugas genitais são um sintoma comum, como as verrugas que formam na boca, na língua, e perto do nariz também.

Tipos

Não há cura do HPV, mas muitas vezes o vírus é combatido pelo sistema imunitário do corpo e as verrugas podem desaparecer sem qualquer tratamento. As verrugas podem desaparecer, mas isso não significa que o vírus está morto, uma pessoa ainda é capaz de transmitir o HPV. As verrugas genitais podem ser tratadas de várias maneiras. Medicamentos como Aldara e Condylox são cremes que podem destruir as verrugas. Os tratamentos químicos e congelamento das verrugas com oxigênio líquido também são opções. A corrente elétrica pode queimar as verrugas, e elas podem ser removidas cirurgicamente ou com laser.

Significância

O baixo grau de lesões pré-malignas que pode ser precipitado por HPV geralmente desaparece por si só. No entanto, as lesões mais graves terão de ser tratadas por um médico, pois estas são do tipo que podem se tornar cancerígenas, sendo o câncer cervical em mulheres uma das consequências mais significativas. Estas lesões serão tratadas por congelamento, queima por corrente elétrica, ou através de cirurgia convencional ou com lasers.

Prevenção/Solução

Para reduzir suas chances de desenvolver HPV, sexo seguro é recomendado, com o uso de preservativos. Isto pode não ser suficiente para todos os tipos de HPV, mas pode ser eficaz contra muitos deles. A vacina conhecida como Gardasil é uma opção para as mulheres. Ela protege as mulheres de diferentes tipos de HPV e deve ser administrada antes de se tornarem sexualmente ativas. Meninas na faixa etária entre 11 e 12 anos são incentivadas a tomar esta vacina, pois pode percorrer um longo caminho em direção a prevenção do câncer de colo do útero, que o HPV pode causar. As mulheres devem ter um exame preventivo, que pode detectar alterações celulares provocadas pelo HPV em uma fase inicial, contribuindo assim para impedir o câncer cervical.

Tamanho

Existem mais de 100 tipos de HPV, mas nem todos eles resultam em problemas. HPV tipos 16 e 18 são responsáveis ​​por quase 3/4 de todos os cânceres do colo do útero em mulheres, enquanto os tipos de HPV 6 e 11 causam 90% das verrugas genitais, tanto quanto a metade dos cânceres de vulva e 60% dos cânceres vaginais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível