Mais
×

Como curar cegueira causada por diabetes

Atualizado em 17 abril, 2017

A causa mais comum de perda de visão em pessoas com diabetes se deve ao edema macular diabético, no qual os vasos sanguíneos dos olhos vazam e a retina incha, dificultando no foco e deixando a visão embaçada. Cerca de 14% das pessoas com diabetes têm edema macular e 25% dessas pessoas apresentam perda de visão dentro de três anos. Embora nada possa curar 100% a cegueira diabética, há maneiras de se tratar e prevenir.

Instruções

Exame do olho (flickr.com)

    Prevenção e Tratamento

  1. Na prevenção de perda da visão, a menos que o edema macular esteja presente, o tratamento não é necessário durante os três primeiros estágios da retinopatia diabética. As melhores formas de prevenir a cegueira incluem controlar os níveis de açúcar no sangue, manter níveis saudáveis ​​de colesterol e reduzir a pressão alta. É mais fácil prevenir uma condição médica, como a cegueira diabética, do que tratá-la posteriormente.

  2. O tratamento a laser é utilizado para retinopatia proliferativa (uma doença dos pequenos vasos sanguíneos do olho). Durante o tratamento, cerca de 1.000 a 2.000 queimaduras a laser são colocadas na área da retina para encolher os vasos sanguíneos anormais. Geralmente são necessárias três ou mais sessões a laser para ter sucesso na preservação da visão, contudo, o paciente pode perder um pouco da visão lateral, ter uma pequena redução na luz e percepção de cores.

  3. Para aqueles cujos tratamentos a laser não funcionaram, os tratamentos com esteroides são uma outra opção. Neste tratamento o paciente fica sob anestesia local, enquanto o esteroide (cortisona) é injetado nos olhos. Há efeitos colaterais mais graves que podem ocorrer, embora também possam ser tratados, como o desenvolvimento de catarata que pode ser removida com cirurgia. Há também um risco grande de pressão no olho, que, se não tratad, pode resultar em glaucoma.

  4. Para os pacientes diabéticos que têm um pouco de sangue no centro do olho, pode ser necessário fazer uma vitrectomia para restaurar a visão. Se ambos os olhos precisam de tratamento, os procedimentos são realizados com algumas semanas de diferença entre os dois e, durante o procedimento, uma anestesia local ou geral é usada. O cirurgião faz uma pequena incisão no olho e utiliza um pequeno instrumento para remover o gel vítreo (no centro do olho), que ficou embaçado por causa do sangue. Uma solução salina é utilizada para substituir o gel vítreo e, como proteção, é colocado após a cirurgia um esparadrapo sobre o olho, utilizando também um colírio.

bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article