Como curar a pata quebrada de um gato

Escrito por lisa parris | Traduzido por márcia r.m.z.c.
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como curar a pata quebrada de um gato
É importante sempre manter a calma para que se possa tomar as decisões corretas (Michael Blann/Lifesize/Getty Images)

Quando seu gato está ferido, seu primeiro impulso é pegá-lo e seguir às pressas para o consultório veterinário, porém isso nem sempre é o melhor a se fazer. Se você suspeita que seu gato está com a pata quebrada e não tratá-la primeiro, o tempo que você passar aguardando na sala de espera poderá transformar uma fratura simples em algo muito mais complicado. Enquanto seu descontente amigo felino passa ansiedade dentro de sua caixa transportadora, as extremidades cortantes da área fraturada podem estar abrindo caminho através de músculos, tendões, nervos e eventualmente a pele. Para evitar este infeliz desfecho, leia os passos abaixo que o orientarão no tratamento de uma pata de gato quebrada, começando com colocar uma tala antes de partir para o veterinário.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Gaze
  • Esparadrapo
  • Caixa de transporte para gato
  • Colar elizabetano

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Ligue para o consultório veterinário e deixe-os informados do que aconteceu e que você está a caminho.

  2. 2

    Coloque uma tala na pata do gato antes de sair de casa. Isso prevenirá um posterior agravamento do ferimento durante a espera pela consulta. Comece enrolando a gaze ao redor de toda a pata e até metade da perna. Enrole a gaze formando um 8, volteando a pata com um laço e o "tornozelo" com outro.

  3. 3

    Aplique diversas camadas de gaze, puxando um pouco para manter os dedos unidos, mas não muito apertados a ponto de cortar a circulação para o membro. Prenda com o esparadrapo.

  4. 4

    Posicione o gato dentro da caixa de transporte e leve-o para o veterinário para o exame de raio X e a confirmação do diagnóstico da pata quebrada. O veterinário irá então engessar ou recolocar a tala.

  5. 5

    Mantenha o gato dentro de casa enquanto a pata melhora.

  6. 6

    Confira o ferimento diariamente para ter certeza que o gesso e a tela estão sempre limpos e secos. Se ficarem molhadas ou sujas, elas precisarão ser trocadas. Examine a pele ao redor e sob o curativo buscando por sinais de atrito ou irritação.

  7. 7

    Caso seu gato fique agitado por conta do gesso e tente removê-lo, coloque um colar elizabetano, que é uma aparato de proteção com formato de funil que vai ao redor do pescoço do gato, criando assim uma barreira que impede que ele machuque a si mesmo. Os modelos mais eficazes são aqueles que se estendem logo após o termino do focinho do gato.

  8. 8

    Verifique os dedos do gato todos os dias para ter certeza que estejam quentes. Compare os dedos lesionados com os saudáveis -- se a área ferida estiver mais fria, pode ser que a circulação sanguínea não esteja chegando às extremidades.

  9. 9

    Use uma caixa de areia com laterais baixas enquanto o gato se recupera, pois ele pode estar tendo dificuldade de se mexer com os curativos. Mude para areias tradicionais, já que as novas areias aglutinantes costumam ficar presas nos dedos. Troque a areia três vezes ao dia para ajudar a manter o curativo sempre limpo.

Dicas & Advertências

  • Se você notar qualquer odor desagradável, inchaço ou dor associada ao gesso ou a tala, informe imediatamente seu veterinário.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível