Por que os dálmatas são associados aos bombeiros?

Escrito por rena sherwood | Traduzido por elisa lacerda de freitas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Por que os dálmatas são associados aos bombeiros?
Por que os dálmatas são associados aos bombeiros? (Image from Wikimedia Commons.)

Em alguns países, é comum ver um cão elegante com pintas pretas no corpo em um carro de bombeiros. Nenhuma outra raça canina além do dálmata é tão fortemente associada aos bombeiros. Isso se explica pela capacidade natural do dálmata de conviver bem com os cavalos.

Outras pessoas estão lendo

Origens

De acordo com a "Encyclopedia of Dog Breeds" de D. Caroline Colie (Enciclopédia das raças de cães, sem tradução no Brasil) o dálmata é uma raça antiga que se originou de uma região que hoje é chamada de Croácia. Os dálmatas foram levados para a Inglaterra durante as Cruzadas.

Função

Na Inglaterra, observou-se o que os dálmatas conviviam muito bem com cavalos, além de serem cães de guarda excelentes. Na era vitoriana, os proprietários de cavalos e os cocheiros usavam os dálmatas para vigiar os animais.

Nova função

Com o advento dos veículos de bombeiros conduzidos por cavalos, os dálmatas foram usados para vigiar os equinos e os veículos. Os cães eram rápidos o suficiente para correr ao lado dos cavalos e chegar ao local de incêndio com os bombeiros.

Problema

Um problema dos dálmatas é que eles são propensos à surdez congênita. Alguns corpos de bombeiros optam por um cão sem raça definida, mas têm um dálmata para acompanhá-los em desfiles e aparições públicas.

Curiosidade

Desde 1951, a National Fire Prevention Association (Associação Nacional de Prevenção de Incêndios, em tradução livre) tem usado Sparky, um personagem cartunesco na forma de um dálmata, para materiais promocionais, o que também ajuda a reforçar a imagem da raça como cão de bombeiros.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível