Diferença entre os HDs IDE e SATA II

Escrito por aj graham | Traduzido por milene hermenegildo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferença entre os HDs IDE e SATA II
Diferenças entre discos IDE e SATA. (PC HD image by Neryman from Fotolia.com)

A tecnologia de discos rígidos teve muitas mudanças ao longo dos anos. Andares inteiros de prédios de escritórios eram dedicados a armazenar uma quantidade de dados que agora pode caber facilmente no seu bolso. Nos últimos anos, a tecnologia de discos rígidos foi alterada mais uma vez. Drives IDE ou Parallel ATA foram substituídos pelo novo padrão, Serial ATA ou SATA. O SATA tem alguns tipos, SATA e SATA II. Drives SATA oferecem muitas melhorias em comparação aos drives IDE.

Outras pessoas estão lendo

Interface

Os discos IDE e SATA não são intercambiáveis ​​sem um adaptador. Discos IDE usam um cabo de 40 pinos que pode conectar até duas unidades. Discos SATA usam um cabo muito menor, com 7 pinos, que só permite a conexão de uma unidade. A interface IDE é executada em paralelo, enquanto a interface SATA é executada em série. Ligações em paralelo acontecem quando os dados são enviados em grupo, em comparação com as ligações em série, com um único fluxo de dados. Quando os dados são enviados em conexões paralelas, a ponta fim tem que esperar todos os fluxos de dados chegarem antes que eles possam ser processados, no entanto, conexões seriais são capazes de ter os dados transmitidos com apenas uma conexão e eliminam o atraso.

Conexão de energia

Drives IDE usam um padrão de conexão de energia Molex de 4 pinos encontrado em praticamente todas as fontes de alimentação de computador. Drives SATA usam um conector de energia novo, que usa 15 pinos. O SATA tem uma conexão de alimentação nova por algumas razões. Em vez do padrão 5 V ou 12 V no conector Molex, conectores de alimentação SATA também tem uma linha de 3.3 V. O conector SATA também permite a conexão automática ou hot-plugging, que permite conectar o drive enquanto o computador está ligado. Isto é possível através do contato do fio terra mais longo, de modo a ser ligado primeiro.

Taxas de transferência de dados

Como os drives SATA são mais novos, eles têm tecnologia mais recente. Drives IDE variam em taxas de transferência de dados de 33 MB/s a 133 MB/s. Os SATA estão disponíveis em taxas de transferência de 150 MB/s para SATA I e 300 MB/s para SATA II. Taxas de transferência de dados não são o único indicador de velocidade quando se trata de unidades de disco rígido. O tempo de busca do drive também é um fator importante para se pensar quando se compara as velocidades dos drives. O tempo de busca do disco rígido depende da própria unidade e não é limitado pelo tipo de interface.

Enfileiramento de comandos

Um dos maiores benefícios dos drives SATA e SATA II sobre o IDE é a capacidade do disco rígido SATA processar vários comandos ao mesmo tempo. O SATA irá armazenar comandos até executá-los em um caminho muito mais lógico baseado na velocidade e no desempenho em vez de qual comando chegou primeiro. Drives IDE operam em um método FIFO para lidar com os comandos. FIFO significa First In, First Out. Drives IDE executam comandos na ordem em que eles são recebidos.

Hot Swapping

Drives SATA possuem a funcionalidade hot swap. Como os discos SATA e SATA II usam um novo tipo de conector de alimentação, eles podem ser ligados enquanto a fonte do computador ou o próprio computador está ligado. Drives IDE só podem ser utilizados como uma unidade hot swap se são usados com um adaptador de hot swap, pois não têm essa funcionalidade nativamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível