Diferenças de linguagem entre classes sociais

Escrito por dee willis | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 Diferenças de linguagem entre classes sociais
A forma como você fala é intensamente determinada pela sua classe social (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

A linguagem adapta-se de modo fluido em relação às mudanças sociais e culturais. O Merriam-Webster Collegiate Dictionary acrescentou quase 100 palavras em 2009 conforme as gírias tornaram-se mais populares. O uso e desenvolvimento da linguagem varia de acordo com a exposição a educação, ambiente e literatura. Assim, há diferenças no uso da língua entre indivíduos de diferentes classes sociais.

Outras pessoas estão lendo

Educação

O fator educacional é uma variável na divisão de classes sociais. Os graduados de uma típica faculdade americana sabem cerca de 20.000-30.000 palavras. Essa quantia é 20 a 37 vezes maior do que o vocabulário dos americanos que não frequentam faculdade. Uma maior compreensão do vocabulário leva a uma maior variedade de palavras usadas na língua falada.

Raça e cultura

O dialeto é uma variedade especial de uma linguagem específica. Dialetos fazem com que seus falantes soem diferente, mesmo quando estão falando a mesma língua. Dialetos variam de acordo com a região, cultura e classe econômica. O Inglês vernáculo afro-americano (IVAA) é um exemplo de um dialeto específico de um grupo cultural. Os falantes ddo IVAA tendem a eliminar o último "s" e "ed" em verbos, como em "She run away."

Nível econômico

Língua e dialetos também variam de acordo com o nível econômico. Indivíduos que possuem níveis de renda superior tendem a usar o inglês gramaticalmente correto. Eles também tendem a falar com menos dialeto ou "sotaque", embora não há nenhuma norma para o dialeto ou sotaque. Indivíduos com rendimentos mais baixos tendem a usar, em sua fala, dialetos no lugar de construções gramaticais precisas. As diferenças no discurso variam com base na região e cultura, mas é comum entre os grupos econômicos inferiores um maior uso de negativos em dupla, como "Ain't got none" (não tenho nenhum) e pronomes incorretos, tais como "Bob got him a new car."

Diferenças regionais

A região desempenha um papel importante nas práticas de fala e linguagem de seus habitantes. Embora indivíduos de condições socioeconômicas mais elevadas tendam a usar um inglês mais gramaticalmente correto, eles podem continuar a exibir o dialeto da região. Indivíduos do sul dos Estados Unidos tendem a estender e arredondar os sons de vogais, aqueles que vivem em New England exibem mais sonantes nasais vogais. Enquanto que todas as classes sociais possam demonstrar o dialeto da região ou lugar onde viveram quando criança, indivíduos de classes socioeconômicas mais baixas irão demonstrar um dialeto mais grosso do que indivíduos de classe média ou alta.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível