O efeito do ibuprofeno sobre o fígado

Escrito por cheryl jones | Traduzido por samantha g. silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Uma das funções do fígado é eliminar substâncias tóxicas do corpo. Doses excessivas de medicamentos, no entanto, podem prejudicar o órgão, impedindo-o de expulsar as drogas do corpo ou, em algumas pessoas, retardando o metabolismo do fígado. O órgão começa a inflamar e a não exercer suas funções corretamente, deteriorando-se. Em casos extremos, pode resultar em falência hepática. Ainda que doses altas de ibuprofeno possam afetar o fígado, esse medicamento representa menor risco que o paracetamol, cujo uso pode ser muito prejudicial, mesmo em doses minimamente superiores à recomendada.

Outras pessoas estão lendo

Efeito do ibuprofeno sobre o fígado

O ibuprofeno é um anti-inflamatório não esteroide (AINE). De acordo com o fabricante, o ibuprofeno alivia a dor e reduz inflamações e febre. O fígado elimina o ibuprofeno do corpo. O processo pode demorar em algumas pessoas, ou as funções do fígado podem estar alteradas por doses altas de determinadas drogas, como o próprio ibuprofeno. Se o fígado não estiver apto a eliminar as drogas corretamente, ele pode ficar danificado e inflamado. A inflamação hepática resultante de remédios é chamada hepatite induzida por medicamentos.

Sintomas da lesão hepática

Os sintomas da hepatite causada pelo ibuprofeno incluem dor abdominal, sensibilidade na parte superior da barriga, urina escurecida, diarreia, dor de cabeça, náusea, vômito, perda do apetite, fadiga, icterícia e fezes esbranquiçadas ou acinzentadas. O diagnóstico é confirmado através de exame de sangue, que revelará nível elevado de enzimas hepáticas.

Tratamento para lesão hepática

O tratamento para hepatite induzida por ibuprofeno consiste simplesmente em interromper o uso do medicamento. Nenhum outro tratamento é necessário. Os sintomas geralmente desaparecem alguns dias após a descontinuação do ibuprofeno, mas podem permanecer por algumas semanas.

Prevenção

O ibuprofeno pode ser usado com segurança, sem o risco de lesões ao fígado. Nunca exceda a dose máxima recomendada de 800 mg por dose, até quatro vezes por dia (dose máxima diária de 3200 mg). Pessoas que consomem doses altas de álcool devem evitar o uso do ibuprofeno ou discutir com o médico uma quantidade segura para ingestão do medicamento. Os efeitos do ibuprofeno sobre o fígado são piores em pessoas que já possuam lesão hepática ou hepatite.

Outros efeitos colaterais

Outros efeitos colaterais associados ao ibuprofeno incluem dores estomacais, azia, diarreia, constipação, inchaço ou gases, tontura, dor de cabeça, nervosismo, erupção cutânea, visão turva e zumbido nos ouvidos. A pressão alta também é um sintoma diretamente relacionado à hepatite induzida por ibuprofeno ou lesão hepática. Um fígado lesionado ou inflamado não funciona corretamente e uma das funções desse órgão é regular a gordura no sangue. A gordura desregulada acumula no sangue, tornando-o viscoso, reduzindo o fluxo de sangue nas artérias e aumentando a pressão arterial.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível