Especificações para provadores de deficientes físicos

Escrito por robert preston | Traduzido por karenini k. viana
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Especificações para provadores de deficientes físicos
O símbolo do cadeirante é usado para sinalizar que determinada área é acessível a deficientes físicos (handicap image by Byron Moore from Fotolia.com)

Quando se escolhe um local para um negócio, é importante garantir que as acomodações adequadas sejam feitas para criar um estabelecimento que permita acesso para deficientes físicos. Para um varejista de vestuário, isso significa garantir o acesso de deficientes aos provadores, com ao menos um para cada sexo e localizados em todos os andares da loja para garantir que todos os clientes, em cada andar, tenham acesso.

Outras pessoas estão lendo

Acessibilidade

Ao instalar um provador com acesso para deficientes físicos, garanta que o espaço esteja em um local que atenda as normas de acessibilidade para cadeiras de rodas. Uma sala localizada em uma área que não seja alcançável através de superfícies planas ou uma rampa, não atenderá a todos os indivíduos que exigirem um provador para deficientes. Se uma pessoa achar que um edifício que abriga um órgão federal, ou que foi construído ou mantido com recursos federais, não é acessível, uma queixa poderá ser apresentada ao Departamento de Justiça, que investiga e trabalha para tornar o local compatível com o normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Espaço livre

O interior de um provador precisa ser maior do que o de um provador comum. Cada provador para deficientes deve ter um espaço para um indivíduo em uma cadeira de rodas que possibilite giros de 180 graus. Se o provador for concebido com uma porta que se abre para dentro, o espaço livre não poderá incluir o espaço necessário para o arco de abertura da porta.

Portas

As portas do provador com acesso para deficientes físicos devem cumprir normas específicas para garantir que o local seja acessível àqueles que precisam. A porta do provador deve ser capaz de ser operada por um indivíduo deficiente, como um cadeirante. Provadores que fecham com uma cortina não precisam cumprir as normas de portas para deficientes físicos.

Banco

Cada provador para deficientes físicos deve ter um banco, que deve atender a padrões muito específicos. O banco deve ter uma profundidade entre 50 e 60 cm, e uma largura mínima de um metro. A parte superior do banco deve ficar entre 34 e 38 cm do chão. Um indivíduo pesando 113 kg deverá ser capaz de se sentar no banco sem quebrá-lo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível