Como falar sobre drogas e álcool com pré-adolescentes

Escrito por louise balle | Traduzido por paula soares
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como falar sobre drogas e álcool com pré-adolescentes
A pré-adolescência é o momento ideal para conversar com seus filhos sobre drogas e álcool (Jupiterimages/Stockbyte/Getty Images)

Quando seus filhos estão na pré-adolescência é o momento ideal para conversar com eles sobre drogas e álcool. De acordo com J. David Hawkins, líder de um grupo de pesquisa da Universidade de Washington sobre o comportamento dos adolescentes, muitos começam a beber com 13 anos. Quando você estiver falando com eles, alguns pontos definitivamente devem ser abordados.

Outras pessoas estão lendo

O processo do vício

Discuta o processo de como uma pessoa se torna viciada em drogas. Se eles entenderem como isso ocorre, estarão mais propensos a identificar os sinais e evitá-los. Fale sobre drogas de entrada, como a maconha, os cigarros e o álcool. Elas parecem inofensivas no início, mas podem levar uma pessoa a tentar um prazer mais intenso com drogas mais pesadas, como a cocaína, a metanfetamina, os cogumelos, o PCP, o ecstasy e até a heroína.

Diga a seus filhos que experimentar drogas pode parecer algo inocente, mas conforme você continuar a consumir em pequenas quantidades seu corpo começará a querer mais e mais para conseguir atingir a mesma sensação das primeiras vezes. O uso das drogas aumenta até que finalmente se transforma em um vício, muitas vezes impossível de se livrar sem recorrer à reabilitação.

Efeitos negativos das drogas

Diga aos seus filhos o que acontece com o corpo quando alguém consome drogas. Comece com duas drogas muito comuns: maconha e metanfetamina. Quando se fuma a maconha, ela entra na corrente sanguínea e é transportada para o cérebro. As moléculas da droga se ligam aos neurônios do cérebro e impedem a comunicação entre eles. A maconha também pode levar à perda de memória. A metanfetamina provoca danos cerebrais na forma de inflamação e da perda de memória permanente, semelhante ao início precoce de doença de Alzheimer.

Efeitos negativos do álcool

Os jovens são mais propensos ao consumo excessivo de álcool, porque não compreendem suas graves consequências. Se um pré-adolescente ou adolescente consome grandes quantidades de álcool, pode danificar seu fígado e pâncreas. O abuso de álcool prejudica o julgamento, levando-o a tomar decisões erradas ou embaraçosas que não podem ser corrigidas. Também torna a fala arrastada e desorienta. Certifique-se de que ele saiba que alguém pode morrer se consumir muito álcool (intoxicação por álcool).

Política da porta aberta

Depois de conversar com o seu filho pré-adolescente sobre drogas e álcool, é importante deixar claro para ele que você está disponível para conversar sempre que ele precisar. Você tem que falar com os seus filhos como se fossem seres humanos, não simples crianças. Não os julgue, converse racionalmente com eles.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível