Mais
×

O que fazer com um folículo ciliar inchado?

Atualizado em 13 junho, 2017

Folículos ciliares inchados são um sintoma comum da blefarite, uma condição caracterizada pelo mau funcionamento das glândulas sebáceas, localizadas na base dos cílios. Essa condição é também chamada de blefarite anterior. Quando ocorre o mau funcionamento das glândulas sebáceas, as bactérias podem se desenvolver em um ritmo incomum, levando à inflamação, à irritação e à coceira. Os tratamentos para a blefarite incluem medicamentos e uma rotina diária de autocuidado.

É possível controlar a blefarite com uma rotina de autocuidado (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Sintomas e causas adicionais

De acordo com a Mayo Clinic, além dos cílios inchados, os sintomas da blefarite podem incluir pálpebras vermelhas, inchadas ou com coceira, olhos lacrimejantes ou vermelhos, sensibilidade à luz, descamação da pele ao redor dos olhos, crostas na pálpebra ou nos cílios, perda dos cílios e uma sensação de queimação ou de areia no olho. Além de infecção bacteriana, essa condição pode ser causada pela presença de dermatite seborreica (caspa) em seus cílios ou a doença de pele chamada rosácea. Em alguns casos, as alergias também podem ser responsáveis.

Autocuidado

A principal opção de tratamento para a blefarite é uma rotina diária de autocuidado para manter suas pálpebras e seus cílios limpos. Comece fechando o olho afetado e colocando uma compressa ou um pano quente sobre a pálpebra. Mantenha essa compressa no lugar por aproximadamente dez minutos. Em seguida, aplique algumas gotas de xampu de bebê em uma toalhinha quente e remova qualquer escamação, crosta ou resíduo visível nos cílios. Se estiverem grudados nas pálpebras ou nos cílios, puxe a pálpebra para longe da superfície do olho (córnea) e esfregue a área afetada com mais força. Depois enxágue o olho com água morna e seque-o gentilmente com uma toalha limpa.

Geralmente é necessário realizar essa rotina de limpeza uma ou duas vezes por dia. Com o tempo, pode haver uma redução considerável dos seus sintomas. Apesar disso, você deve manter uma rotina de manutenção mesmo após a inflamação desaparecer. A blefarite costuma ser crônica e, se parar de se tratar, seus sintomas provavelmente retornarão. Se isso acontecer, volte a fazer um programa completo de limpeza diária até diminuir a inflamação. Se tiver caspa nos cílios, pode ser uma indicação da presença de caspa não detectada nas pálpebras. Utilize um xampu anticaspa, para ajudar a eliminar essa possibilidade. Se tiver rosácea, também precisará buscar um tratamento apropriado.

Medicamentos e complicações

Se a sua condição não melhorar com autocuidado, visite seu médico, para obter mais tratamento. Geralmente o médico trata a inflamação com uma pomada ou um creme antibiótico. Se os seus sintomas forem graves, ele também poderá receitar um colírio antibiótico. A blefarite grave também pode ser tratada com colírios que contenham corticosteroides. Se a blefarite não for controlada, pode haver complicações, como o desenvolvimento de um nódulo bacteriano doloroso, chamado terçol, assim como conjuntivite crônica ou uma lesão na córnea. Consulte o seu médico, para obter mais informações sobre blefarite e folículos ciliares inchados.

bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article