O que fazer com um folículo ciliar inchado?

Escrito por m. gideon hoyle | Traduzido por aline fernandes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que fazer com um folículo ciliar inchado?
É possível controlar a blefarite com uma rotina de autocuidado (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Folículos ciliares inchados são um sintoma comum da blefarite, uma condição caracterizada pelo mau funcionamento das glândulas sebáceas, localizadas na base dos cílios. Essa condição é também chamada de blefarite anterior. Quando ocorre o mau funcionamento das glândulas sebáceas, as bactérias podem se desenvolver em um ritmo incomum, levando à inflamação, à irritação e à coceira. Os tratamentos para a blefarite incluem medicamentos e uma rotina diária de autocuidado.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas e causas adicionais

De acordo com a Mayo Clinic, além dos cílios inchados, os sintomas da blefarite podem incluir pálpebras vermelhas, inchadas ou com coceira, olhos lacrimejantes ou vermelhos, sensibilidade à luz, descamação da pele ao redor dos olhos, crostas na pálpebra ou nos cílios, perda dos cílios e uma sensação de queimação ou de areia no olho. Além de infecção bacteriana, essa condição pode ser causada pela presença de dermatite seborreica (caspa) em seus cílios ou a doença de pele chamada rosácea. Em alguns casos, as alergias também podem ser responsáveis.

Autocuidado

A principal opção de tratamento para a blefarite é uma rotina diária de autocuidado para manter suas pálpebras e seus cílios limpos. Comece fechando o olho afetado e colocando uma compressa ou um pano quente sobre a pálpebra. Mantenha essa compressa no lugar por aproximadamente dez minutos. Em seguida, aplique algumas gotas de xampu de bebê em uma toalhinha quente e remova qualquer escamação, crosta ou resíduo visível nos cílios. Se estiverem grudados nas pálpebras ou nos cílios, puxe a pálpebra para longe da superfície do olho (córnea) e esfregue a área afetada com mais força. Depois enxágue o olho com água morna e seque-o gentilmente com uma toalha limpa.

Geralmente é necessário realizar essa rotina de limpeza uma ou duas vezes por dia. Com o tempo, pode haver uma redução considerável dos seus sintomas. Apesar disso, você deve manter uma rotina de manutenção mesmo após a inflamação desaparecer. A blefarite costuma ser crônica e, se parar de se tratar, seus sintomas provavelmente retornarão. Se isso acontecer, volte a fazer um programa completo de limpeza diária até diminuir a inflamação. Se tiver caspa nos cílios, pode ser uma indicação da presença de caspa não detectada nas pálpebras. Utilize um xampu anticaspa, para ajudar a eliminar essa possibilidade. Se tiver rosácea, também precisará buscar um tratamento apropriado.

Medicamentos e complicações

Se a sua condição não melhorar com autocuidado, visite seu médico, para obter mais tratamento. Geralmente o médico trata a inflamação com uma pomada ou um creme antibiótico. Se os seus sintomas forem graves, ele também poderá receitar um colírio antibiótico. A blefarite grave também pode ser tratada com colírios que contenham corticosteroides. Se a blefarite não for controlada, pode haver complicações, como o desenvolvimento de um nódulo bacteriano doloroso, chamado terçol, assim como conjuntivite crônica ou uma lesão na córnea. Consulte o seu médico, para obter mais informações sobre blefarite e folículos ciliares inchados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível