Como funciona a bateria de limão

Escrito por athena hessong Google | Traduzido por deivid assis
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como funciona a bateria de limão
Bateria de limão clássica (Theresa knott/wikicommons.org)

Outras pessoas estão lendo

Construção da bateria de limão

A bateria de limão requer uma fruta ácida (limão), uma moeda, um pedaço de zinco (ou um clipe para papel feito de aço), dois fios e um medidor de tensão. Duas fendas no limão seguram a moeda e o pedaço de zinco, com cada peça envolvida em seu próprio fio. As extremidades destes fios conectam-se a um multímetro para medir a voltagem e a corrente elétrica produzidos pela bateria de limão. Algumas experiências conectam vários limões juntos, para então funcionar um relógio digital.

O que acontece

O ácido do limão reage com os dois metais. O cobre e aço (ou zinco) atuam como eletrodos no ácido do limão. Os metais diferentes permitem aos átomos de um metal mover-se através do limão para o outro metal. Esse movimento atômico não pode continuar indefinidamente, portanto quando ele para, a bateria morre. Conforme os átomos se movimentam, eles perdem elétrons, que fluem através dos fios, produzindo eletricidade.

Produção de eletricidade

A eletricidade requer um fluxo de elétrons. As baterias de limão utilizam reações químicas para gerar esse fluxo de elétrons. Esta conversão de energia química em elétrica faz da bateria de limão uma bateria voltaica. A tensão gerada a partir de um único limão, normalmente, só registra 0,7 volts. Para alimentar um relógio digital, são necessárias pelo menos duas baterias de limão ligadas em série.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível