Como funciona um espirômetro?

Escrito por christine margiotta | Traduzido por ricardo soares
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A espirometria é o estudo da função pulmonar para descartar ou diagnosticar a causa de vários sintomas do peito e dos pulmões. Um espirômetro é um dispositivo que mede a função pulmonar, medindo a quantidade de ar que um paciente é capaz de expirar dos seus pulmões. Um médico de cuidados primários ou alergista pode realizar a espirometria em um paciente se ele apresentar sintomas como dificuldade para respirar, respiração ofegante, aperto no peito ou falta de ar.

Outras pessoas estão lendo

O que um espirômetro mede

O espirômetro mede o "volume expiratório forçado", a quantidade de ar que pode ser expelida dos pulmões em um único segundo. Estes dispositivos também medem a "capacidade vital forçada", a quantidade total de ar que um paciente pode expulsar dos seus pulmões. Essas duas medidas são então usadas ​​para determinar a quantidade total de ar que um paciente pode soprar em apenas um fôlego. Enquanto existe uma variação de leituras normais, elas podem variar de acordo com o tamanho do paciente, sexo, nível de atividade e idade. Usando esses fatores, o médico pode determinar se as leituras do espirômetro de um paciente indicam uma capacidade de ar normal ou obstrutiva.

Como usar um espirômetro

Os médicos normalmente instruem o paciente a respirar profundamente e depois expirar. Em seguida, o paciente deve respirar e selar os lábios em torno do bocal do espirômetro. O médico ou técnico também pode prender o nariz do paciente para evitar a fuga de ar. Com a boca selada em torno do bocal, o paciente expira o ar o mais forte e rápido possível até que não tenha absolutamente nenhum ar nos pulmões. O paciente irá realizar este exercício várias vezes para conseguir uma medição média.

Às vezes, os testes do espirômetro serão administrados antes e após exercício breve para determinar se a suspeita de uma doença pulmonar é induzida por exercício, como a asma induzida pelo exercício. As doenças pulmonares mais graves, tais como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e enfisema, irão mostrar uma deterioração progressiva dos resultados da leitura do espirômetro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível