Funções da arginina

Escrito por adam dave | Traduzido por claudia anselmo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Funções da arginina
A arginina é um aminoácido não essencial (docosahexaenoic acid image by Cornelia Pithart from Fotolia.com)

As proteínas são as moléculas mais abundantes e diferentes no nosso corpo. As proteínas são feitas de aminoácidos. Apesar de existirem mais de 300 aminoácidos diferentes, somente 20 são comumente encontrados em nosso corpo. Dentre eles, oito são considerados aminoácido essenciais, que você pode obter através dos alimentos; os outros 12 são não essenciais. Seu corpo pode produzir aminoácidos não essenciais a partir de outras moléculas, então não é necessário incluí-los na sua dieta. Entre os aminoácidos não essenciais, a arginina atende várias funções importantes.

Outras pessoas estão lendo

Fonte de energia

Seu corpo utiliza a arginina para produzir o fosfato de creatina. O fosfato de creatina é um composto rico em energia, queimado como combustível nos primeiros minutos de contração muscular intensa, como em levantamento de peso ou em arrancadas, de acordo com o livro “Biochemistry”. A quantidade de fosfato de creatina em seu corpo é proporcional à massa muscular, então se você tem muitos músculos, seu corpo usa mais arginina do que o de uma pessoa mais magra.

Regulagem da pressão sanguínea

A arginina ajuda a regular sua pressão sanguínea. Especificamente, seu corpo converte a arginina em óxido nítrico. O óxido nítrico é um relaxante muscular poderoso que atua nas paredes dos vasos sanguíneos. Isto faz com que eles dilatem, aumentando o fluxo sanguíneo e diminuindo a pressão sanguínea. O óxido nítrico também evita a formação de coágulos sanguíneos, o que pode reduzir seu risco de AVC e doença cardíaca.

Remoção de sobras

A arginina também ajuda seu corpo a remover as sobras geradas a partir do metabolismo das proteínas. Quando seu corpo quebra as proteínas em aminoácidos, ele cria amônia, que é uma toxina potente para o sistema nervoso central. Em uma série de reações conhecidas como ciclo de ureia, a arginina participa da conversão da amônia em ureia, um componente menos tóxico, que seus rins então excretam na urina.

Armazenando seu código genético

A arginina também ajuda seu corpo com a dobra DNA, ou seu código genético. Uma célula típica contém 46 cromossomas, e o DNA total tem o comprimento de aproximadamente 91 cm. Para armazenar esta quantidade de DNA no espaço do microscópio de uma célula, seu corpo confia nas proteínas conhecidas como histonas. As histonas são feitas de grandes quantidades de arginina, que ajudam a compactar seu código genético, de maneira que as funções celulares não sejam comprometidas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível