Gravidez e exposição prolongada a detectores de metais

Escrito por genevieve hawkins | Traduzido por maria cristina marques
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Gravidez e exposição prolongada a detectores de metais
Detectores de metal não representam riscos para a sua gravidez (Photos.com/PhotoObjects.net/Getty Images)

Se você está grávida e seu trabalho ou viagens a expõem à radiação de detectores de metais com frequência, provavelmente deve preocupar-se quanto aos possíveis efeitos sobre o bebê. A maioria desses equipamentos em aeroportos e tribunais emite apenas radiação segura e não ionizante, portanto a exposição contínua não aumentará o risco de deformidades, anomalias ou de um aborto. De acordo com a Sociedade Americana de Saúde Física, a radiação recebida durante um voo de São Paulo para o Rio de Janeiro, por exemplo, é maior do que a que emitida pelos detectores de metal de aeroportos, e ambas estão em níveis baixos.

Outras pessoas estão lendo

Função

De acordo com a Sociedade Americana de Saúde Física, no estudo "Gravidez e a Triagem de Segurança", detectores de metal emitem um tipo de radiação segura e não ionizante que se choca com os objetos para verificar seus contornos. A radiação usada em detectores de metal manuais e em triagens de segurança é considerada segura para grávidas. O raio-X da máquina de bagagens emite radiação ionizante, mas os dispositivos são bem protegidos, para não expor empregados e outras pessoas que trabalham próximas a eles.

Considerações

A radiação está presente em segundo plano diariamente, então os níveis geralmente são igualados aos que somos expostos em um dia comum. De acordo com a Sociedade Americana de Saúde Física, a radiação que se recebe ao passar por um escâner de aeroporto é segura, e mesmo uma exposição única aos raios da máquina de bagagens provavelmente não causará muitos danos. Não há efeitos a longo prazo em alimentos, remédios, mamadeiras e roupas que passam por um detector de metais, mesmo sobre aqueles que são empacotados com frequência.

Significado

A radiação ionizante que às vezes é utilizada em equipamentos médicos pode aumentar o risco de defeitos de nascença, abortos e outros danos, mas o nível emitido por detectores de metal é muito menor. De acordo com a Sociedade Americana de Saúde Física, a radiação é medida em unidades chamadas de "rad", "rem", "roentgen" ou equivalentes internacionais, como "grey" e "sievert".

Limites

De acordo com o Serviço de Segurança de Radiação dos EUA, mulheres grávidas não devem ter contato com mais que 500 mm (0,5 rem) de radiação durante toda a gravidez, ou menos de 50 mrem (0.05 rem) a cada mês. Um voo de São Paulo para o Rio de Janeiro pode expor a mulher a 5 mrem (0.005 rem), enquanto o efeito dos detectores de metal é considerado desprezível. Algumas máquinas de raio-X podem expor a gestante a 60 mrem de radiação, mas ainda podem ser usadas em casos onde os benefícios superem os riscos para a mãe e o feto.

Prevenção/solução

Embora acredite-se que a exposição a longo prazo a detectores de metal não cause danos ao feto, seja prudente, caso trabalhe perto desses equipamentos diariamente. Tente manter-se longe da fonte de radiação e certifique-se de que o dispositivo esteja bloqueado ou blindado. Peça a alguém para medir os níveis de exposição à radiação com frequência, para certificar-se de que não aumentaram. Caso a exposição a longo prazo ainda seja uma preocupação, considere a possibilidade de usar um distintivo que meça os níveis de radiação ao seu redor. Lave as mãos com água e sabão, caso sinta que tenham entrado em contato com radiação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível