A história da flor-do-natal

Escrito por cari riley | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A história da flor-do-natal
A poinsétia é uma das mais populares decorações de Natal (poinsettia image by Grits72 from Fotolia.com)

O nome botânico da poinsétia é Euphorbia pulcherrima. A planta subtropical possui muitos nomes comuns, entre os quais, bico-de-papagaio, rabo-de-arara, estrela-do-natal, cardeal e flor-do-natal. A poinsétia tem um rica história que data do século XIV, mas atualmente suas folhas festivas são mais usadas como decoração de Natal.

Outras pessoas estão lendo

Descrição

A poinsétia é um pequeno arbusto, que tipicamente atinge entre 60 cm e 3 metros. Têm folhas verde-escuras (denteadas) e brácteas coloridas – que geralmente são de vermelho-brilhantes, mas também podem ser cor-de-rosa, creme, verde-pálidas ou marmóreas. As brácteas coloridas, muitas vezes confundidas como as flores da poinsétia, são folhas modificadas que circundam a flor. As flores, chamadas de cyathia, são botõezinhos verde-amarelados no centro das brácteas.

Origens

As poinsétias são nativas do México e América do Sul, onde cresce em florestas tropicais em pequenas altitudes. O cultivo da planta data do século XIV, quando então os astecas usavam sua seiva para fins medicinais e suas brácteas para fazer tintura vermelha. Esse corante avermelhado era útil para sua indústria de roupas. O último governador asteca, Montezuma, chamava-a de "cuetlaxochitl", e essa planta valiosa era levada a ele por caravanas, já que não podia crescer nas grandes altitudes onde habitava.

Introdução na América do Norte

Apoinsétia foi introduzida pela primeira vez nos Estados Unidos, em 1825, poe Joel Roberts Poinsett. Ele foi o primeiro embaixado americano no México e um notável botânico amador. Durante suas atividades no México, ele ficou extasiado com a planta e a levou de volta consigo para a Carolina do Sul. Durante os anos 1830, a popularidade da planta difundiu-se pelos Estados Unidos. Nessa época, era conhecida pelos nomes de planta-do-fogo-mexicana ou folha-pintada. Após a morte de Poinsett, a planta recebeu a nova denominação em sua homenagem – poinsétia. Nos Estados Unidos, o dia 12 de dezembro representa o Dia Nacional da Poinsétia.

Lendas de Natal

A lenda da poinsétia surgiu a partir do século XVI, na Véspera do Natal, no México. A lenda conta a história de uma menininha que era muito pobre e não tinha um presente a oferecer a Cristo. Incentivada a lhe dar um presente humilde, ela reuniu algumas plantinhas de beira de estrada. Chegando à igreja, ao se aproximar do altar, aconteceu um milagre de Natal; irromperam das plantinhas belas flores verdes e vermelhas. Elas receberam o nome de flores-do-natal, ou "flores da noite sagrada".

Outras associações vinculam a poinsétia ao Natal. Dizia-se que os frades franciscanos, no México, começaram a usar as poinsétias como parte das celebrações de Natal no século XVII. Muitos também acreditavam que as folhas em formato de estrela simbolizavam a Estrela de Belém, e as cores vermelho-profundas das folhas representavam o sangue de Cristo.

As poinsétias hoje

Além da árvore de Natal, a poinsétia se tornou uma das plantas de Natal mais populares nos Estados Unidos, onde milhões de plantas são vendidas todos os anos na época natalina. Agora, as poinsétias são cultivadas comercialmente em estufas em todo o país. O maior produtor de poinsétias nos Estados Unidos é a Califórnia, com uma produção de mais de 80% das flores do país.

No Brasil, as poinsétias são mais conhecidas como bico-de-papagaio e são muito apreciadas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível