A história do houndstooth

Escrito por hazel morgan | Traduzido por rodrigo castilhos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A história do houndstooth
Tecido houndstooth (Pastel Plaid image by cdukes from Fotolia.com)

O houndstooth, também conhecido como xadrez escocês, é originário da Escócia e de data desconhecida. As suas cores tradicionais são o preto e o branco, embora haja também versões mais coloridas. Conforme John Telfer Dunbar "o traje da Escócia", o houndstooth, era originalmente confeccionado com lã tecida, mas também desenvolveu-se o tweed e outros tipos de tecido. Outro modelo de estilo semelhante é o Glen Plaid.

Outras pessoas estão lendo

As origens

O houndstooth entrou e saiu da popularidade, era usado em roupas e acessórios parecidos. Tradicionalmente, é um dos padrões de uniforme dos chefes, mas as suas origens são desconhecidas. A Merriam-Webster registra que o termo já estava em uso desde 1936.

Bear Bryant

Talvez o ícone mais famoso para o houndstooth seja o treinador de futebol Paul "Bear" Bryant, que era conhecido por usar um chapéu houndstooth. Bryant treinou o time da Universidade de Alabama (1958-82) e agora, a universidade passou a oferecer produtos houndstooth em sua loja.

Em 2006, a equipe do Alabama usou uniformes houndstooth para comemorar os 25 anos desde a 315ª vitória de Bryant. Naquele ano, a equipe do Clube de Ciclismo do Alabama procurou a aprovação de um estilo de houndstooth própria dela. A oferta dos ciclistas foi recusada, devido ao fato que o status da marca nasceu bem antes de sua associação com Bryant.

Anos 60

O houndstooth se tornou popular na década de 1960. Geoffrey Beene combinou-o com rendas para ganhar um novo visual; Anne Klein fez ternos femininos inspirados no estilo masculino, também usando o padrão quadriculado. Um anúncio de 1968 vendeu houndstooth elástico para confecções domésticas. Até mesmo a Chevrolet chegou a vender estofados em hounstooth. (Entusiastas podem comprar kits para equiparar eles mesmos seus Camaros.)

Recentemente

Na década de 1980, estilistas como a Chanel retomaram o houndstooth novamente e puseram nele a sua própria estampa. No entanto, somente mais recentemente é que o desenho começou a dar retorno. Várias companhias de estilismo como Emporio Armani, Lous Vuitton e Moschino começaram a usar o houndstooth, o que facilitou a chegada desse tipo de tecido em lojas mais populares.

Futuro

Olhando para trás na história da moda, houndstooth parece reinventar-se a cada 20 ou 30 anos. O abundante uso de brilhantes e o estilo arrojado vão passar e serão substituídos por uma outra coisa. Em alguma década, um estilista vai trazê-lo de volta, e se repetirá o ciclo de houndstooth e da indústria de moda como um todo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível