Como lidar com o estresse de ser pai ou mãe pela primeira vez

Escrito por ehow contributor | Traduzido por aline abreu
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com o estresse de ser pai ou mãe pela primeira vez
Lide com o estresse de ter um filho pela primeira vez

Você achou que ser pai significava dar risadas, abraços e eternos momentos fotográficos. Enquanto esses momentos felizes são frequentes com uma criança pequena, muitos pais ficam cegos pelo estresse inesperado e pela ansiedade que surge quando têm um bebê. Continue lendo para aprender como lidar com o estresse de ser pai ou mãe pela primeira vez.

Nível de dificuldade:
Fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Compreenda que nada pode prepará-lo para ser pai. Não importa quantos irmãos, sobrinhos ou sobrinhas que o amam que você tenha, cachorrinhos que criou ou crianças das quais tenha tomado conta, ter um filho seu pode ser uma experiência sufocante. Aqueles que dizem que os cachorrinhos o preparam para ter um filho, obviamente, não têm filhos. Se aproximar o fato de ser pai com a mentalidade de que não terá todas as respostas, você estará preparado para lidar melhor com as decepções.

  2. 2

    Coloque limites para a família, amigos e convidados. Se não estiver confortável sendo o "malvado", convoque a ajuda de seu cônjuge ou de sua mãe. Os visitantes bem intencionados vêm aos montes após o nascimento de um bebê. Se tudo o que você quer fazer é tirar um cochilo ou tentar colocar sua casa novamente em ordem quando o bebê ir dormir, talvez queira chorar ao ouvir o som da campainha. Educadamente, diga aos visitantes que os verá quando o bebê estiver algumas semanas maior e deixe uma mensagem na secretária eletrônica para isso.

  3. 3

    Peça a ajuda da família e dos amigos quando estiver finalmente pronto para encará-los. Aceite ofertas para que eles lavem a louça, alimentem os animais de estimação, vão ao mercado ou cuidem do bebê enquanto estiver tomando banho, cochilando ou simplesmente vegetando no sofá. Faça as pazes com você mesmo sobre suas tarefas, mas de alguma forma que não se comprometa. Alguns dias tirando seu pijama parecerão uma tarefa monumental.

  4. 4

    Entenda que todos os pais têm pelo menos um momento em que pensam "que diabos nós fizemos?" após o nascimento de seu primeiro filho. Se tiver esse pensamento fugaz, isso não fará de você um mau pai - isso é muito normal. Fique repetindo "vai melhorar". Eventualmente melhora.

  5. 5

    Procure outros pais na vizinhança e pegue conselhos com eles sobre tudo, desde trocar fraldas até hábitos de alimentação e sono. Embora seus amigos sem filhos continuem sendo uma parte muito importante de sua vida, eles talvez não entendam algumas das situações que, inevitavelmente, surgem com um recém-nascido. É mais fácil fazer novos amigos que são "mamães" e "papais" do que você pensa. Novos pais e mães naturalmente migram para a companhia uns dos outros. Se não conhecer nenhum outro pai novato, integre-se a um grupo de mensagens on-line sobre o assunto.

  6. 6

    Reconheça os sintomas de depressão pós-parto. É normal se sentir triste, chorosa e mal adaptada nas primeiras duas ou três semanas após o nascimento do bebê. Se ainda estiver chorando diariamente após algumas semanas depois do novo presente, contudo, você talvez precise ir ao médico para uma avaliação de depressão pós-parto. Não há motivo para se envergonhar ao procurar ajuda para seus sentimentos e existe uma variedade de antidepressivos que são seguros na amamentação. Se tiver pensamentos suicidas ou desejos de ferir a si ou ao seu bebê, você precisa ir ao médico logo. Não importa o que o Tom Cruise diga, a depressão pós-parto é uma condição séria e que não vai embora sozinha.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível