Livros clássicos sobre o mar

Escrito por charlie higgins | Traduzido por marlon campos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Livros clássicos sobre o mar
O mar já inspirou muitas histórias de aventura (Sea image by Victor Kleschenko from Fotolia.com)

O mar é um cenário popular em obras literárias de diversas épocas e culturas. Assim, muitas destas histórias de aventuras marítimas tornaram-se clássicos da literatura, sendo lidos e estudados em escolas e universidades do mundo todo. Estes livros costumam usar imagens do mar para explorar uma ampla variedade de temas, incluindo a imortalidade, o homem contra a natureza e a fé. Livros de não ficção sobre o mar também são populares e já inspiraram dezenas de filmes de Hollywood.

Outras pessoas estão lendo

O Velho e o Mar

Originalmente publicado na revista Life, em setembro de 1952, "O Velho e o Mar", de Ernest Hemingway, é um dos romances mais aclamados de toda a literatura. O livro ganhou o Prêmio Pulitzer em 1952 e contribuiu para que Hemingway ganhasse o Prêmio Nobel de Literatura em 1954. "O Velho e o Mar" conta a história de Santiago, um velho pescador cubano que vai sozinho para uma pescaria no mar e acaba fisgando e lutando contra um peixe enorme. O romance apresenta o estilo sucinto e minimalista característico do autor, que prefere construir narrativas diretas, em vez de prosas longas e com rodeios. O homem contra a natureza, a lealdade, a perseverança e a morte estão entre os muitos temas explorados neste romance clássico.

Moby Dick

Herman Melville escreveu o clássico da literatura americana "Moby Dick" em 1851. Desde então, o livro vem sendo lido e discutido por estudiosos e críticos literários de todo o mundo. O romance conta a história de Ismael, um jovem marinheiro que embarca em uma expedição de caça com o robusto Capitão Ahab. Ismael e o resto da tripulação logo percebem que a missão de Ahab é pessoal e que ele procura destruir um animal específico, uma gigantesca baleia cachalote branca chamada Moby Dick, que destruiu seu navio e arrancou sua perna. Ele conta a história da perseguição dos baleeiros à Moby Dick, através da qual Melville explora temas como a existência de Deus, o homem contra a natureza, o bem e o mal, o isolamento e as classes sociais. O romance é considerado uma das grandes obras do romantismo americano, popularizado por Melville e outros autores da época.

Uma Noite Fatídica

Publicado em 1955 pelo escritor americano Walter Lord, "Uma Noite Fatídica" é um livro de não ficção que relata os eventos do naufrágio do Titanic em 1912. Ao realizar pesquisas para escrever o livro, Lord entrevistou dezenas de sobreviventes e esforçou-se para recontar os acontecimentos daquela noite trágica com a maior precisão possível. O livro é popular em aulas de literatura e aparece com frequência em listas de leituras recomendadas. Embora apresente os fatos predominantemente sob uma perspectiva objetiva, Lord não deixa de fazer uma crítica social mordaz em certas passagens, expondo a crueldade de uma sociedade que permitia que as mulheres e crianças da terceira classe morressem antes dos homens da primeira classe.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível