Parasitas internos em gatos

Escrito por darlene zagata | Traduzido por joão melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Parasitas internos em gatos
Parasitas internos em gatos (Allyson Ricketts/www.123rf.com)

Os parasitas internos são uma condição comum que afeta muitos gatos. Eles podem viver no sistema digestivo do animal, ,uitas vezes não causam danos e os donos podem até mesmo nem notar que o gato está infectado; no entanto, uma infestação intensa pode causar doença.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

Existem vários tipos de parasitas internos de felinos, mas os quatro mais comuns são a lombriga, os ancilostomídeos, o Trichuris e a tênia. As lombrigas são o tipo mais observado. Elas se parecem com um espaguete, normalmente não provocam doença grave e são muito frequentes em filhotes. Isso porque o parasita pode estar nas gatas prenhas e afetar a prole. Os filhotes nascem já com os vermes e devem ser vermifugados dentro de alguns meses após o nascimento.

Os ancilostomídeos aderem à parede do intestino e se alimentam de sangue. Não são tão comuns quanto as lombrigas, mas uma infestação deles pode ocasionar anemia e acometimento intestinal.

O Trichuris é mais comum em cães, porém existem espécies que infectam gatos também. O parasita se parece com um pedaço de fio e vive no intestino grosso.

As tênias são vermes segmentados, geralmente transmitidos através de pulgas ou da ingestão de roedores ou outros animais silvestres. Elas vivem no intestino e raramente causam doença. A detecção é frequentemente realizada quando os segmentos, que são pequenos, brancos e lembram grãos, aparecem nas fezes. Uma infestação por tênia não pode ser tratada com medicamentos sem prescrição, é necessário consultar com um veterinário.

Identificação

Existem outros parasitas internos, além dos vermes, que podem infectar um gato. A Coccidia é um parasita microscópico que adere ao revestimento intestinal. Ela se reproduz no enterócito, matando a célula durante o processo. A Coccidia é um dos parasitas mais comumente encontrados em gatos adultos e filhotes. A infecção pode ser contraída através de fezes contaminadas ou da ingestão de roedores ou outras fontes.

O Toxoplasma é um parasita que vive nos intestinos. Ele pode ser adquirido via fezes, alimentos e água contaminados. A ingestão de roedores infectados ou outros animais selvagens constitui outra forma de transmissão. A toxoplasmose pode ocasionar doença e interferir na digestão.

A Giardia é um parasita unicelular que invade o trato gastrointestinal e causa diarreia. Ela pode ser adquirida através de água contaminada. A infecção geralmente não resulta em dano severo além da diarreia temporária, mas diarreia grave e subsequente desidratação podem ocorrer em filhotes novos ou gatos debilitados.

Significado

O verme do coração é um outro parasita interno que pode infectar felinos, apesar de raramente. Ele é mais comum em cães, já que gatos não são seu hospedeiro natural. Se um felino se infecta, geralmente o parasita morre e não provoca danos. Se o verme se torna maduro e vive no gato, o animal pode morrer rapidamente devido à obstrução dos vasos cardíacos. De acordo com o PetCenter.com, gatos machos são mais susceptíveis à doença ocasionada pela verme do que as fêmeas, porém não se sabe ainda o motivo disso. Os sinais de uma infecção por verme do coração incluem perda de apetite, vômito, emagrecimento e problemas respiratórios.

Efeitos

A maioria dos parasitas internos causa sintomas iguais ou similares, tornando o diagnóstico difícil. Certos parasitas, como as tênias, podem ser distinguidos através do aparecimento nas fezes. Mesmo assim, é importante notar que os medicamentos sem prescrição podem não resolver o problema, dependendo do tipo de parasita. Diferentes infecções geralmente requerem diferentes tratamentos. Abaixo está uma lista dos sintomas mais comumente causados por parasitas internos, mas note que alguns gatos podem não apresentar sintomas.

Diarreia Emagrecimento Vômitos Letargia Aparência barriguda Diminuição do apetite

Considerações

Pode ser surpreendente encontrar parasitas internos durante um exame veterinário de rotina, especialmente se o gato parece saudável e não apresenta qualquer sintoma. Apesar de seu animal parecer saudável, as verminoses não tratadas podem ocasionar debilitação. Um gato com vermes não está se nutrindo adequadamente porque os parasitas o estão privando dos nutrientes necessários. Um gato relativamente saudável pode não ter problemas imediatos, mas ao longo do tempo ele pode se enfraquecer e ficar doente.

Prevenção e solução

O meio mais comum de transmissão dos parasitas intestinais é através de fezes contaminadas e consumo de animais silvestres ou outras fontes infectadas. Muitos donos de gatos tentam acabar com uma verminose utilizando vermífugos sem prescrição. Embora esses remédios possam ser efetivos em um certo grau, eles precisam ser repetidos devido a recorrências. Só porque um gato foi vermifugado, não significa que ele estará livre de vermes. A melhor maneira de agir é através da prevenção. Limpe as caixas de areia e tome medidas para eliminar pulgas. Pode ser bom manter o gato dentro de casa; os que saem possuem maior risco de infestações parasitárias porque há chances de entrarem em contato com solo e água contaminados ou ingerir roedores infectados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível