Perigos da luz infravermelha

Escrito por ron white | Traduzido por antonio silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Perigos da luz infravermelha
Perigos da luz infravermelha (David Monniaux/Wikimedia Commons)

Quando os lasers infravermelhos foram lançados no mercado, todos os tipos de preocupações surgiram. Informações falsas começaram a circular alegando sérios riscos à saúde quando se expõe à luz infravermelha. Contudo, ela apresenta poucos perigos para os seres humanos.

Outras pessoas estão lendo

História

O astrônomo William Herschel descobriu a luz infravermelha em um experimento em 1800 com um prisma de vidro. Ele dividiu a luz solar em seu espectro, ou arco-íris de luz visível, e mediu a temperatura de cada uma das cores. Herschel descobriu uma região do espectro invisível além da cor vermelha que possuía energia térmica, tornando-se mais quente do que as outras cores. Isso ficou conhecido como infravermelho.

Os fatos

A luz infravermelha ocorre naturalmente no mundo físico, principalmente sob a luz solar. Os cientistas não têm nenhuma evidência de que a exposição à luz infravermelha natural representa um risco para a saúde. No entanto, ela pode representar perigos em certas aplicações.

Tipos

De acordo com cientistas da Nasa, a luz infravermelha assume duas formas: infravermelho próximo e infravermelho distante. Luz infravermelho distante fornece o calor da luz solar e do fogo. Ela tem comprimentos de onda longos, aproximadamente do tamanho de uma cabeça de alfinete. A luz infravermelha próxima tem comprimentos de onda mais curtos, microscópicos, muito mais próximas àquelas de luz visível.

Função

Luz infravermelha distante é térmica. Em outras palavras: produz calor. O calor que você sente depois de passar o tempo no sol é um exemplo de luz infravermelha distante, assim como o calor que irradia de fogões a lenha e aquecedores a gás. Lâmpadas infravermelhas de restaurantes fast-food mantêm os alimentos quentes. Muitos outros dispositivos no mundo de hoje, incluindo os controles remotos de TV, também operam através de luz infravermelha.

Equívocos

Algumas pessoas acreditam que a luz infravermelha causa câncer. O verdadeiro culpado é a luz ultravioleta (UV), na extremidade oposta do espectro electromagnético. Os cientistas descobriram que a luz UV, que destrói as células, pode causar câncer de pele.

Benefícios

Algumas aplicações da luz infravermelha realmente salvam vidas. Ela pode penetrar na fumaça, nuvens e poeira. Isso permite buscas noturnas para os indivíduos perdidos e possíveis criminosos. Bombeiros usam câmeras de infravermelho para localizar pessoas presas nas casas em chamas. Ela também tem aplicações na maioria dos campos da ciência e nas forças armadas.

Considerações

Embora a exposição geral a luz infravermelha não represente riscos conhecidos para a saúde, ela é utilizada em saunas para gera calor extremo. Isso pode causar superaquecimento e desidratação. Além disso, os ponteiros de laser concentram a luz infravermelha em um feixe estreito. Em circunstâncias extremas, esta luz pode representar perigos para o olho humano. De acordo com o site DrGreene.com, lasers são classificados em quatro categorias. Classe 1: são relativamente inofensivos. Classe 2 e Classe 3: são usados ​​em canetas, e devem ter uma advertência alertando as pessoas a evitar apontar para os olhos de qualquer pessoa. Um artigo de 1997 na revista médica de oftalmologia concluiu que a Classe 3 representa prejuízo para os olhos apenas quando o feixe é dirigido no mesmo lugar por 10 segundos ou mais. Classe 4: representa maior perigo, mas não são utilizados em canetas laser. Em vez disso, a sua utilização é limitada a aplicações militares, médicas e industriais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível