Como um pernilongo suga o nosso sangue?

Escrito por alicia bodine Google | Traduzido por débora sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como um pernilongo suga o nosso sangue?
Entenda o processo da picada de um pernilongo (enimal)

Outras pessoas estão lendo

Atração

Para que um pernilongo encontre alguém para picar, ele deve usar seus sentidos. Eles são conhecidos por serem atraídos por três coisas: calor, dióxido de carbono e roupas que não combinam com o ambiente. A primeira coisa que um pernilongo capta é o dióxido de carbono que sai da boca dos seres humanos e dos animais. Em segundo lugar, os mosquitos procuram uma fonte de calor. Finalmente, se eles percebem algumas cores que não parecem pertencer à área circundante, eles se aproximarão para o banquete.

A picada

Apenas os mosquitos fêmeas podem picar e sugar sangue. Quando a fêmea encontra um hospedeiro, ela pousa e perfura a pele com a probóscide. Essa é a parte em forma de agulha do mosquito, mais conhecida como tromba. Muitas vítimas nunca sentem a picada inicial, cuja intenção é sugar o sangue.

Saliva

Em seguida, o pernilongo começa a implantar saliva dentro vítima antes mesmo de começar a sugar sangue para garantir que ele não coagule. Caso ele comece a coagular como normalmente faria, ele ficaria muito grosso para o pernilongo sugar através de sua tromba. Uma vez que a saliva é injetada, ela provoca uma reação em seu corpo. Essa é a primeira vez que uma vítima pode começar a sentir a presença do mosquito. A área da picada fica avermelhada e um pouco inchada. A vítima também começa a coçar, o que pode continuar por até alguns dias. Tudo isso acontece por causa da saliva.

Sugando o sangue

Finalmente, o pernilongo está pronto para sugar o sangue através da tromba. A fêmea faz isso até que seu estômago esteja completamente cheio, antes de retirar a tromba da pele e voar para longe. Por vezes, durante este processo, restos de sangue de uma alimentação anterior são regurgitados para dentro do corpo da vítima nova. É assim que ocorre a propagação de doenças.

Efeitos duradouros

Não há efeitos duradouros do local da injeção em si. Os efeitos duradouros vêm de qualquer doença que o pernilongo tinha que lhe transmitiu. A maioria das pessoas não tem efeitos duradouros, mas podem contrair doenças como a malária, febre amarela e encefalite. Caso apresente alguma doença estranha após uma picada de pernilongo, consulte um médico imediatamente para obter tratamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível