Mais
×

Como saber se seu pico de LH terminou

Atualizado em 17 abril, 2017

Durante a primeira metade do ciclo menstrual, a hipófise secreta o hormônio LH, ou luteinizante, para estimular um folículo em crescimento a produzir estrógeno. Quando o nível adequado de estrogênio é alcançado, a hipófise gera um pico de LH. Por volta de 24 a 36 horas mais tarde, o folículo libera um óvulo no processo chamado de ovulação. Se estiver tentando ficar grávida, poder reconhecer quando este pico de LH começa e termina ajuda você a programar a relação sexual para coincidir com a ovulação, aumentando assim suas chances de engravidar.

Instruções

Identificar seu pico de LH aumenta as chances de engravidar (BananaStock/BananaStock/Getty Images)
  1. Comece a fazer testes diariamente com um kit de previsão de ovulação alguns dias antes da data que espera ovular. Se souber quando isso acontecerá, comece a testar de três a quatro dias antes. Caso não tenha ideia de quando pode ovular, comece a testar 17 ou 18 dias antes do início da menstruação. Se a duração do ciclo for variável, use como referência o ciclo mais curto dos últimos seis meses para determinar quando a menstruação deve vir. Faça o teste entre meio-dia e oito da noite para obter resultados mais precisos.

  2. Fique atenta ao resultado positivo. Sempre há duas linhas no kit, porque sempre há uma pequena quantidade de LH no sistema. No entanto, quando você tem o pico de LH, a segunda linha fica tão escura quanto ou mais escura que a linha de controle. Certifique-se de ler as instruções do kit para saber como interpretar os resultados. Algumas marcas consideram a linha no mesmo tom como resultado negativo, logo, ela deve ser mais escura que a linha de controle.

  3. Continue fazendo o teste até que apareça um resultado negativo outra vez. Geralmente, há resultado positivo em apenas um dia, mas em até dois dias é normal. Quando a linha do teste ficar clara de novo, o pico terminou e a ovulação deve ocorrer dentro de 36 horas.

Dicas

  • Em alguns ciclos é possível usar de 3 a 5 kits. Mas manter de 10 a 20 à mão ajuda a garantir que eles não acabem antes que o pico de LH termine, especialmente se você tem ciclos muito irregulares.
  • Se estiver tomando Clomid, o medicamento para fertilidade, tome cuidado para não começar a fazer os testes muito perto de quando deixar de tomar a medicação, pois ela pode gerar falsos positivos. Caso veja um falso positivo e, em seguida, um negativo, você pode pensar que o pico de LH terminou dias antes de ele ter realmente começado.

Aviso

  • Às vezes os kits podem não detectar o pico de LH. Se fizer o teste nos momentos errados, como antes de o pico começar e depois que ele estiver baixando outra vez, é possível nunca ver um resultado positivo. Ficar atenta a outros sinais de fertilidade — como muco cervical, temperatura corporal basal e a posição do colo do útero — pode ajudá-la a identificar se a ovulação passou e evitar que passe dias usando seus kits após o pico de LH já ter terminado.
  • Se você tiver síndrome do ovário policístico (SOP), talvez não seja possível usar os kits para detectar o pico de LH. As mulheres com SOP produzem quantidades anormais de certos hormônios, incluindo altos níveis de LH. Como esse hormônio pode estar elevado o tempo todo, o resultado pode ser positivo mesmo quando não houver um pico de LH.

O que você precisa

  • Dez a vinte kits de previsão de ovulação
bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article