Princípios da produção da voz

Escrito por troy wilde | Traduzido por laila teixeira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Princípios da produção da voz
A voz se utiliza de alguns órgãos bem pequenos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A voz humana é um instrumento que todos nós temos e que envolve várias partes do corpo. Sons extremos produzidos por cantores de ópera, a fala super rápida de um leiloeiro e o choro de um bebê envolvem órgãos menores que o dedo indicador de um adulto. Os pulmões, a laringe, as pregas vocais, a língua e os dentes trabalham em equipe quando dizemos "oi" ou "por favor, passe o sal".

Outras pessoas estão lendo

Respirando

Todos nós possuímos o mesmo instrumento, o chamado mecanismo da voz. A produção de sons vocais começa ao inspirar o ar para dentro dos pulmões. Expirar o ar faz com que as pregas vocais vibrem, criando som. Cantores profissionais, dubladores, atores, leiloeiros e outros profissionais aprenderam a maximizar o uso da respiração através de anos de treino e de prática de seus ofícios. Pessoas que dependem de suas vozes para fins profissionais geralmente treinam técnicas de respiração que envolvem a respiração diafragmática.

Laringe

A voz humana é produzida por várias partes do corpo. A laringe abriga as pregas vocais que, por sua vez, estão localizadas no trato respiratório. Quando o ar sai dos pulmões atinge as pregas vocais e dessa forma, o som é produzido. A laringe é um órgão de cinco centímetros de largura que fica entre a traqueia e a laringe. A laringe é essencial para falarmos, cantarmos ou produzirmos sons de maneira geral. Ela também é utilizada quando respiramos ou engolimos. A parte exterior de sua cartilagem forma o "Pomo de Adão" na parte da frente do pescoço.

Pregas vocais

A voz não seria nada sem as importantíssimas pregas vocais: dois fios de músculo que formam um V dentro da laringe, no trato respiratório. Falar faz com que as pregas vocais se fechem. Contudo, o ar que sai dos pulmões abre caminho entre elas. Assim, o ar faz as pregas vocais vibrarem, o que, por sua vez, cria sons.

A língua e os dentes

Falar e cantar seriam tarefas muito mais difíceis se não fosse pela língua e dentes. Eles trabalham em conjunto para formar palavras depois que as pregas vocais produzem os sons. Todos nós já ouvimos que a língua é um músculo mas, na verdade, ela é composta de vários grupos de músculos. A parte da frente da língua é flexível e trabalha junto aos dentes na formação de palavras. Os músculos localizados na parte traseira da língua ajudam a formar os fonemas /k/ e /g/.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível