O que provoca a perda de memória quando se consome álcool?

Escrito por vickie van antwerp | Traduzido por erika f curto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que provoca a perda de memória quando se consome álcool?
O consumo excessivo de álcool pode levar à perdas de memória (John Foxx/Stockbyte/Getty Images)

Os seriados de televisão e filmes vêm retratando há muito tempo o consumo excessivo de álcool de uma forma descontraída. O personagem principal acorda em uma enxaqueca após uma noite de bebedeira e descobre que não consegue lembrar o que aconteceu, ou como ele chegou à uma pilha de escombros em um beco. A audiência acha divertido, como ficou evidente na abertura de "Se beber não case: Parte II". A MovieWeb relata que o filme arrecadou R$ 400 milhões em bilheterias durante o final de semana do Memorial Day de 2011. A verdade é que a perda de memória não é engraçada; é perigosa. Perdas de memória também são um indício de alcoolismo, de acordo com o National Institute of Alcohol Abuse and Alcoholism.

Outras pessoas estão lendo

O que são perdas de memória?

O consumo de álcool pode causar "amnésia", conhecida como perda de memória. O cérebro fica prejudicado na produção de novas memórias enquanto uma pessoa está intoxicada. Ele não elimina memórias antes da intoxicação. O National Institute of Alcohol Abuse and Alcoholism relata que perdas de memória são mais propensas a ocorrem quando a pessoa se intoxica rapidamente e o álcool no sangue atinge níveis elevados. Uma rápida ascensão no nível de álcool no sangue do corpo parece ser o melhor indicador para perdas de memória. Pessoas sujeitas ao consumo de álcool durante um longo período de tempo não têm perdas de memória.

Comportamento durante perdas de memória

A intoxicação leva à comportamentos de risco que podem resultar em ferimentos ou morte. Um exemplo da dificuldade de raciocínio ocorre ao dirigir um carro. Outras atividades que levariam à morte durante perdas de memória são nadar, pular de pontes, consumir drogas, suicídio e criminalidade. Um relatório da American Academy of Psychiatry and the Law de 2004 mostra uma relação entre perdas de memória e crime. O fator mais comum quando ocorre uma perda de memória e um crime é cometido, é o nível de álcool no sangue, que deve estar elevado a fim de causar uma legítima perda de memória. O nível necessário de álcool no sangue para causar uma perda de memória é de 250mg/100mL.

Quem está envolvido?

O National Institute of Alcohol Abuse and Alcoholism relata uma tendência que mostra que quem bebe socialmente, principalmente os mais jovens, são os envolvidos no consumo excessivo de álcool que leva à rápida intoxicação e perdas de memória. Foi relatado que as perdas de memória eram associadas à alcoólatras apenas no passado, mas esta nova tendência traz à tona os perigos do consumo excessivo ocasional.

Perigos

Apagões são perda de memória, não inconsciência. No entanto, níveis elevados de álcool podem causar a perda de consciência de uma pessoa. Durante estados de inconsciência, pode ocorrer o refluxo do conteúdo no estômago, levando a pessoa a inalar a substância. Isto pode levar a uma pneumonia e até mesmo asfixia ou morte. Outro perigo associado a beber e perder a memória é a intoxicação por álcool. Sinais da doença incluem confusão, convulsões, respiração lenta ou irregular, vômitos, temperatura corporal baixa, palidez ou um tom azulado na coloração da pele. Nunca se afaste de uma pessoa nesta condição e procure ajuda médica imediatamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível