Os quatro tipos de dentes humanos

Escrito por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os quatro tipos de dentes humanos
A primeira dentição de todo ser humano é composta pelos chamados dentes de leite (Ryan McVay/Photodisc/Getty Images)

Um dente nada mais é do que uma estrutura dura, saliente e esbranquiçada composta por três elementos: polpa, dentina e esmalte. Nossa primeira dentição apresenta 20 dentes de leite, que mais tarde serão substituídos por outros 32 permanentes. Como a função principal é a mastigação, eles são agrupados em quatro grupos distintos e cada um tem sua tarefa e sua função específica. Os incisivos dão início ao processo de mastigação cortando o alimento. Os caninos, os mais fortes da boca, são responsáveis por dilacerar a comida. Já os pré-molares trituram o alimento, fazendo com que seja diminuído a pequenas porções. Por fim, os molares remoem o que resta. No total, temos 32 dentes (16 superiores e 16 inferiores), divididos em quatro incisivos, dois caninos, quatro pré-molares e seis molares. Conheça mais detalhadamente os quatro tipos e lembre de escová-los todos os dias, pois eles são seu principal aliado na hora da alimentação.

Incisivos

Localizados na frente da boca, os incisivos geralmente são os responsáveis pelo contato com todo o alimento que ingerimos. Eles apresentam uma estrutura afiada e quadrangular pronta para cortar durante a mastigação. São dentes que apresentam uma face biselada e uma só raiz. Além disso, são os primeiros a crescer na boca humana, aparecendo na criança dos seis aos nove meses. Dividem-se em incisivo central superior, lateral superior, central inferior e lateral inferior.

Caninos

Pontiagudos e em forma de cone, os caninos são os mais fortes da boca. Sua função é basicamente dilacerar o alimento. Por essa razão, também são chamados de presa quando aparecem na arcada dentária da maioria dos animais onívoros e carnívoros. Não à toa, eles são os famosos dentes super desenvolvidos dos vampiros e o nome "canino" vem mesmo da presa de animais, como cães e lobos. No caso deles, o alimento é diretamente ingerido depois de passar pelos dentes caninos já que o estômago desses animais libera ácidos para digerir com maior facilidade. Como nosso estômago não é tão ácido, é preciso passar pelo processo de trituração antes.

Pré-molares

Os rugosos dentes pré-molares servem para triturar o alimento. Menores do que o canino, os pré-molares apresentam a forma de pentágono com duas pontas na superfície chamadas de cúspides. São elas as responsáveis por esmagar e moer a comida. Essa estrutura está dividida em primeiro pré-molar e segundo pré-molar, organizados em ordem crescente. Em ruminantes, como as vacas, os pré-molares são os mais desenvolvidos, já que esses animais precisam moer o capim por muitas vezes.

Molares

O último processo em nossa boca só acaba depois de passar pelos dentes molares. Eles apresentam várias pontas (multicúspides), que aumentam a superfície de contato com os alimentos. Os molares são responsáveis por moer os alimentos em pedaços ainda menores para que estejam prontos para a digestão. Graças a essa importante função, eles são um dos primeiros dentes permanentes a aparecer em nossa arcada dentária. Por volta dos seis anos de idade, a criança já desenvolve os molares completamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível