Reto saliente em porcos

Escrito por robert fears | Traduzido por antônio melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Reto saliente em porcos
O prolapso retal é uma doença comum em suínos de todas as idades (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

O nome técnico do reto saliente em suínos é o prolapso retal. A doença ocorre em outros animais de criação, mas é mais prevalente em porcos. O prolapso origina-se da pressão abdominal, que força o rompimento dos músculos pélvicos naturalmente fracos. Uma vez que a pélvis normalmente mantém o reto no lugar, uma diminuição na força do músculo pélvico permite que ele caia.

Outras pessoas estão lendo

Diagnóstico e tratamento

Os prolapsos retais geralmente são visíveis e fáceis de identificar. Um sinal visual adicional ocorre quando os companheiros do curral comem o prolapso, recebendo sangue em seus narizes. Por essa razão, é importante reconhecer um prolapso cedo na sua ocorrência e isolar o porco afetado. Reinsira o prolapso e costure-o no lugar com um colchão de sutura. Se o prolapso estiver criticamente despedaçado ou mastigado, trate o animal com um antibiótico de ação prolongada para prevenir a infecção.

Condições corporais que causam prolapso

Qualquer situação que causa pressão abdominal pode ser o responsável pelo prolapso retal. O constante esforço pela diarreia causada por salmonela ou infecção da peste suína e a prisão de ventre, que ocorre em mulheres perto do parto, colocam pressão sobre o abdômen. O prolapso retal em porcas ocorre a partir de esforço excessivo durante o parto. Os javalis podem receber danos retais, incluindo prolapso retal devido à montagem em cima do outros. A tosse excessiva causada por uma doença respiratória aumenta a pressão abdominal. Os porcos desenvolvem colite quando a fermentação anormal ocorre no intestino grosso, com o aumento da produção da pressão de gás em excesso. Todas essas condições podem causar prolapso retal.

Efeitos ambientais

Os prolapsos retais aumentam com o tempo frio devido às temperaturas baixas da pocilga, fazendo com que os animais se amontoem, aumentando a pressão abdominal. Outras condições ambientais que causam a pressão abdominal incluem a superlotação, onde os porcos não têm espaço para descansar, e os pisos de concreto molhados e escorregadio, sem tapetes ou esteiras. A disponibilidade insuficiente de água provoca constipação com prolapso como um efeito secundário.

Importância da nutrição adequada

Os porcos têm uma tendência a comer em excesso, o que provoca a fermentação anormal no seu intestino grosso, assim alimente-os somente com o que eles precisam e não tente satisfazer os seus apetites. As dietas de alta densidade ou de alto teor de amido para obter rápido crescimento em suínos pode produzir os mesmos efeitos que o excesso de alimentação. O prolapso retal pode ser causado por grãos contaminados com micotoxinas e doses elevadas de certos antibióticos. Alguns antibióticos causam o inchaço da mucosa do reto, produzindo o prolapso. Mesmo uma rápida mudança na dieta pode causar essa condição.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível