Retoque de cor para vinil e couro

Escrito por dan antony | Traduzido por mariana silva gray
Retoque de cor para vinil e couro
Retoque a cor em uma peça de couro para revitalizá-la (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Retocar é um método de restaurar -- ou alterar -- a cor do couro e do vinil. No caso de móveis e carros, essa é uma alternativa ao re-estofamento; no caso de roupas, é um método de criar um item novo a partir de um velho. É necessário ter preparação, materiais, habilidade e tempo. Pode-se tentar fazer isso sozinho ou procurar ajuda de restauradores profissionais com seus anos de prática e banco de materiais e cores.

Materiais

Os materiais necessário são quase os mesmos para o couro e o vinil. Primeiramente, usa-se um deglaçador, formulado de solventes orgânicos como o benzeno e o tolueno, que retira quaisquer ceras, óleos e protetores da superfície.

Em seguida é a tinta, que é tipicamente acrílica. As tintas acrílicas são duráveis e flexíveis, para que possam se misturar com o uso natural de roupas ou estofamentos sem descascar.

Também é necessário ter um complemento de panos limpos sem fiapos, escovas de espuma e lixas leves para suavizar quaisquer arranhões ou riscos. Um restaurador profissional usará pistolas e escovas de ar, uma cabine de pintura ventilada e um estoque de tintas grau profissional. Para estofamentos, eles podem ter fórmulas originais de móveis ou fabricantes de automóveis, que podem combinar perfeitamente com o trabalho a ser feito.

Método

A maioria dos itens de couro não é tingido, mas sim possui uma camada superior com um acabamento protetor. É como seu carro com suas camadas de primer, tinta e cera. Portanto, o método para retocar o couro e o vinil são parecidos com o de repintar um carro.

Primeiramente, combine a cor existente (se seu objetivo for renovar uma cor desbotada ou manchada). Fabricantes de veículos usam fórmulas específicas de cores para estofamentos, assim como para a tinta do carro; essas cores estão disponíveis comercialmente, portanto o restaurador pode combiná-las com a cor existente de forma precisa. Mais frequentemente, o restaurador comprará cores comuns como o preto, marrom chocolate ou o bege; ou poderá formular a cor de outros tons existentes.

Prepare a superfície para receber a tinta. Remova qualquer sujeira, protetores ou óleos com o deglaçador orgânico, deixando a superfície com uma aparência apagada. O restaurador normalmente não usa um primer; tendo como objetivo um revestimento o mais fino possível e flexível.

Em seguida, cubra com fita quaisquer ferragens ou outros materiais, como botões ou fechos em roupas, pernas de cadeira ou a superfície de madeira de uma mesa com a parte superior de couro.

Finalmente, aplique duas ou mais camadas da cor, o que é normalmente suficiente para restaurar o tom original. Para recolorir, quatro camadas é o mais típico. Aplique camadas finas, permitindo que elas sequem completamente em vez de aplicar uma camada espessa. Esse método é melhor para permitir a aparência do grão e produzir um acabamento mais durável.

Custo-benefício

Compre todos os materiais necessário para recolorir um casaco de couro por aproximadamente R$100 e tudo o que for necessário para recolorir um sofá por R$400, em um kit completo com todos os materiais ou de forma avulsa.

Realizar a restauração caseira leva tempo e pode ser difícil. Espere gastar talvez uma hora para restaurar um par de sapatos; mais de quatro a cinco horas de trabalho até vários dias para recolorir um casaco e de dez a 15 horas até vários dias para pintar uma cadeira ou sofá. Você provavelmente estará trabalhando com materiais mínimos, usando pincéis para aplicar a cor e não os equipamentos profissionais que um restaurador de verdade possui (por exemplo, pinceis de ar, compressores e uma grande variedade de cores).

Móveis de couro fino são melhores candidatos a restauração do que móveis todos em vinil, que é tipicamente não valioso o bastante para justificar os gastos da recoloração.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível