Rituais religiosos judaicos para mulheres

Escrito por hallie engel | Traduzido por márcia burke
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Rituais religiosos judaicos para mulheres
Na maioria das vertentes do judaísmo, as mulheres podem tornar-se rabinas (Sean Gallup/Getty Images News/Getty Images)

As tradições desempenham um grande papel no judaísmo. Muitos rituais têm guiado o povo judeu em tudo desde a celebração ao luto, há milhares de anos. Certos rituais destinam-se especialmente às mulheres, ajudando-as a liderar suas famílias espiritualmente e a conectar-se com Deus em um nível íntimo.

Outras pessoas estão lendo

Fazendo e separando o Challah

É de responsabilidade de uma mulher judia fazer o Dhallah, o pão trançado de ovo assado especialmente para as refeições de Shabat, ou sábado. Embora possa ser comprado na loja, sua fabricação é uma das três mitzvahs, ou mandamentos, especificamente designado para as mulheres, que quebram um pedaço do pão como oferta simbólica aos sacerdotes do templo. Como o templo já não está mais em Jerusalém, geralmente a oferta é queimada no forno ou no fogão.

Rituais religiosos judaicos para mulheres
As mulheres recitam uma prece em hebreu quando partem um pedaço do pão (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

As velas do Shabbat

Acender velas no início do jantar de sexta-feira quando o trabalho é parado para a prática religiosa, ou Shabat, é um ritual semanal para muitas mulheres judias. Tradicionalmente, duas velas são acesas, em reconhecimento das duas versões do quarto mandamento: Êxodo 20:08 diz: "lembre-se do dia de sábado", enquanto Deuteronômio 05:12 diz ao povo judeu para "manter o dia de sábado." Algumas famílias têm o costume de acender uma vela para cada membro. Antes de recitar a oração, a mulher passa as mãos sobre as chamas para receber o Shabat e, em seguida, cobre os olhos para dizer a bênção. Normalmente, no judaísmo, a benção é dita antes da realização de uma mitzvah, porque recitá-la significa o início do sábado. A mulher deve acender as velas antes de dizer a bênção. Portanto, ela cobre os olhos para que simbolicamente veja a luz de velas, depois de ter recitado-a.

Rituais religiosos judaicos para mulheres
As velas do Shabbat devem ser acesas no período de 18 minutos após o pôr-do-sol (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)

Mikvah

Tomar banho em uma piscina especial, chamada de mikvah, é um ritual honrado para as mulheres judias. Ela deve ser preenchida com pelo menos 750 litros de água da chuva, como decretado pela lei judaica, de acordo com Rivkah Slonim. Tradicionalmente, uma mulher visita o local uma semana após o fim de sua menstruação. Ela também mergulha após o nascimento de uma criança, quando o sangramento tiver terminado e uma quantidade mínima de tempo tenha passado: sete dias para um filho e 14 para uma menina. As leis relativas a esse ritual estão ligadas às leis de pureza, que exige uma mulher se abstenha de qualquer tipo de contato físico com o marido durante a menstruação -- mesmo o toque ao passar objetos de uma pessoa para outra é proibido.

Bat Mitzvah

A chegada da idade é um importante rito de passagem para jovens mulheres judias, que frequentemente celebram com um bat mitzvah. As meninas comemoram simbolicamente o alcançar da feminilidade com a idade de 12 ou 13, dependendo da vertente do judaísmo. O bat mitzvah é um ritual moderno. As meninas das vertentes reformista, conservadora e reconstrucionista lerão o Torá, os cinco primeiros livros da Bíblia, e ajudarão a levar o serviço de Shabat na sexta-feira à noite e no sábado pela manhã. As ortodoxas não lerão o Torá ou orações, mas darão uma palestra discutindo a porção semanal do livro sagrado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível