Como saber se um Rolex Oyster é autêntico

Escrito por collene lawhorn-sanchez | Traduzido por vitor pacheco leepkaln
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como saber se um Rolex Oyster é autêntico
O Rolex Oyster é um popular relógio masculino com diversas réplicas no mercado (man looking at watch image by Ramona smiers from Fotolia.com)

Enquanto a maioria dos revendedores é, provavelmente, honesta, a enxurrada de produtos falsificados para venda nos torna céticos ao fazermos compras caras. Os relógios Rolex têm sido uma das marcas mais populares em falsificação. Se você estiver procurando por um Rolex Oyster masculino, você deve ter várias dúvidas quanto a sua autenticidade. Felizmente, existem vários passos que você pode tomar para distinguir um verdadeiro Rolex de um falso.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Observações simples

  1. 1

    Conheça a faixa de preço. A marca Rolex traz um custo alto. O preço de varejo do Rolex Oyster masculino começa em torno de R$ 6.500,00. Desconfie se estão lhe oferecendo um Rolex por muito menos do que isso.

  2. 2

    Verifique a licença do vendedor. Relógios Rolex são vendidos apenas por revendedores autorizados Rolex. Se o joalheiro não é indicado no site oficial da marca, ele só pode vender Oysters antigos ou usados. Fique atento se ele afirma estar lhe vendendo um novo.

  3. 3

    Faça uma verificação rápida. Relógios Rolex são feitos de material de metal sólido e artesanais de alta qualidade. Fique atento se o relógio parecer leve, tiver elos perdidos, ou parecer mal feito: provavelmente, é falsificado.

    Observação detalhada

  1. 1

    Observe o verso do relógio. O verso dos relógios masculinos é liso e de metal. Os Rolex falsificados têm aparecido com o verso claro para exibir o cronômetro ou gravados com logotipos, coroas ou escritas. O único Rolex Oyster com gravação é o Sea-Dweller, que tinha a seguinte escrita, no formato de um arco: “Rolex Oyster Original Gas Escape Valve”.

  2. 2

    Procure por uma pequena coroa de laser. Como um novo recurso de segurança, os modelos projetados a partir de 2002 acompanham uma coroa Rolex na posição das 6 horas do cristal. A coroa deve ser finamente gravada e só é visível em um determinado ângulo com luz oblíqua. Os falsificadores não tem conseguido sucesso ao reproduzir os finos detalhes da coroa. Um falso Rolex Oyster pode exibir uma coroa mais espessa e facilmente reconhecida a olho nu.

  3. 3

    Perceba se a data está corretamente ampliada. O Rolex Oyster tem uma bolha de vidro no cristal chamada de ciclope, que amplia a data. A ampliação torna a data 2,5 vezes maior e deve preencher a bolha toda. Algumas falsificações fazem com que a data pareça menor.

  4. 4

    Examine a aparência do número de referência, que é gravado na lateral da caixa, entre as abas. Ela é feita com linhas finas que capturam a luz. Algumas falsificações usam gravuras químicas, o que faz com que os números pareçam mais próximos uns dos outros. Além disso, eles costumam repetir o mesmo número; "R863698" é comum entre as falsificações.

  5. 5

    Inspecione os ponteiros e os selos. Falsificadores, na maioria das vezes, combinam ponteiros parecidos para economizar dinheiro. Alguns relógios falsificados terão os ponteiros trocados, com formas e tamanhos diferentes. O botão de ajuste das horas terá a marca Rolex e três pontos gravados em sua superfície.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível