A síndrome de Stevens-Johnson é contagiosa?

Escrito por erica roth | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A síndrome de Stevens-Johnson consiste em um grupo de sintomas que ocorrem quando a pessoa tem uma reação adversa a um medicamento (veja em Recursos). Pessoas que sofrem dessa síndrome ou de uma condição relacionada, chamada necrólise epidérmica tóxica, geralmente têm a aparência desfigurada, com a pele se descamando gradativamente, o que pode fazer com que as pessoas pensem que ela é contagiosa. A síndrome de Stevens-Johnson não é contagiosa, embora pelo menos um de seus sintomas possa ser.

Outras pessoas estão lendo

Sistema imunológico

A síndrome de Stevens-Johnson é uma reação alérgica grave, ou seja, o sistema imunológico reage negativamente em resposta a uma substância ou remédio que tenha sido tomado. O sistema imunológico de uma pessoa pode reagir a quase qualquer tipo de medicação.

Sintomas não contagiosos

Reações cutâneas são as mais prevalecentes com a síndrome de Stevens-Johnson, incluindo queimadura, escamação, formação de bolhas e erupção avermelhada. Febre e sintomas semelhantes aos da gripe também são comuns. Nenhum desses sinais da síndrome é contagioso.

Conjuntivite

A conjuntivite é um dos sintomas da síndrome de Stevens-Johnson. Embora a síndrome não seja contagiosa, é possível transmitir a conjuntivite de uma pessoa para outra se o sintoma estiver presente. Lavar as mãos frequentemente pode reduzir o risco de contrair a conjuntivite de alguém que sofre da síndrome.

Tratamento

Medicamentos para dor, antibióticos e fluidos para hidratação intravenosos são usados para tratar a síndrome de Stevens-Johnson, que oferece risco de morte se não for tratada. Embora os pacientes não sejam contagiosos, as visitas podem ser limitadas para diminuir o risco de infecções secundárias.

Apoio

O apoio da família e dos amigos é importante para aqueles que sofrem dessa síndrome. Ela pode ser devastadora para a saúde de uma pessoa e potencialmente fatal se as infecções não puderem ser controladas. Saber que a síndrome de Stevens-Johnson não é contagiosa pode ajudar a construir o apoio de pessoas que queriam ajudar, mas tinham medo de contrair a doença.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível