A verdade sobre o fracionamento hidráulico

Escrito por lee johnson Google | Traduzido por ellen zanelato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A verdade sobre o fracionamento hidráulico
O fracionamento envenena nosso planeta. (Justin Sullivan/Getty Images News/Getty Images)

"Estudos motram que o gás de xisto pode ser tão ruim para o planeta quanto o carvão, então não é de se admirar que alguns dos principais cientistas e engenheiros do mundo queiram maiores pesquisas sobre os impactos de mudanças climáticas, essenciais, antes que decisões importantes sejam tomadas."

— Tony Bosworth – Amigo do planeta

Um homem cautelosamente segura a chama de isqueiro descartável sob uma torneira que pinga. Ele se mantém inquieto, como se estivesse pronto para dar um salto para trás a qualquer momento, mas ainda mantendo a chama o mais próximo possível da torneira pingando. Há um momento tenso quando o fluxo de água aumenta, e ele permanece ereto e imóvel como uma estátua. De repente, toda a cena irrompe em um brilho laranja de fogo. Suas mãos recuam à medida que uma nuvem de fogo esvoaçante engole a pia, desaparecendo em uma fração de segundo. À medida que as chamas dominam e ele desliga a torneira, um sinal desvanece da visão, onde lia-se "Não beba essa água". Bem-vindo ao mundo do fracionamento.

O que é fracionamento?

A verdade sobre o fracionamento hidráulico
(Spencer Platt/Getty Images News/Getty Images)

O fracionamento é um método de extrair gases naturais presos no subterrâneo profundo, armazenados no xisto. Essas rochas contém bolsões de gases naturais presos em camadas sedimentares, os quais podem ser usados como combustível. Um poço é perfurado milhares de metros abaixo do solo para alcançar os depósitos de pedras de xisto. Então a perfuração estende-se horizontalmente, espalhando-se em todas as direções como os aros de uma roda. "Fracionamento" na verdade se refere ao processo de fraturamento hidráulico, na qual uma mistura de água, areia e em torno de 600 produtos químicos é bombeada para estas fendas a pressões extremamente elevadas.

O processo de fracionamento causa basicamente a formação de fraturas na pedra, o que permite que os gases presos dentro fluam para fora por meio do poço. O metano é o alvo principal dessas operações, e os poços são revestidos em aço e concreto para prevenir que os gases vazem para fora. Antigamente, o fracionamento não era economicamente viável, por ser um método muito caro de extrair gás, mas com a alta dos preços dos combustíveis fósseis, operações têm sido empreendidas nos EUA e Reino Unido.

Contaminação da água

A verdade sobre o fracionamento hidráulico
Yoko Ono é uma ativista verbal anti-fracionamento (Mike Coppola/Getty Images Entertainment/Getty Images)

A cena da introdução que foi retirada do documentário "Gasland", de Josh Fox (um cineasta que permitiu que sua terra fosse usada para perfurações), pretende expor o perigo dessa prática. O famoso clipe da água inflamável vem sendo efetivamente contestado, desde que o jornalista investigativo Phelim McAleer descobriu que os residentes da área conseguem atear fogo em sua água desde a década de 1930. Ele comentou: "Eu verifiquei na internet, e bem rapidamente eu me deparei com o que parecia ser uma pesquisa detalhada e muito boa, que mostrava que as pessoas conseguiam atear fogo em sua água de torneira anos antes do fracionamento sequer começar".

Fox pode ser culpado de iludir seus telespectadores em sua evidência específica de contaminação de água relaciona ao fracionamento, mas isso não significa que ele estava equivocado. Uma pesquisa conduzida na Duke University em 2011 revelou que poços de água potável encontrados próximos de locais de extração de gás natural (dentro de um quilometro) possuíam grandes concentrações de metano. Isso aumentava a proximidade que estavam dos poço de gás, e ainda alcançava as concentrações que os pesquisadores se referiam como "em perigo de explosão". Havia várias formas de isso acontecer, incluindo fraturas que se estendiam além do planejado, ou a junção a formações geológicas naturais e vazamento ou a má gestão geral de resíduos de produtos.

O ambiente

A verdade sobre o fracionamento hidráulico
Aquecimento global (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Muitas entidades profissionais têm discutido que os riscos à água potável podem ser minimizados se normas rigorosas forem estabelecidas, mas os danos ao ambiente causados pelo fracionamento não serão dissipados tão facilmente. O metano é o principal componente do gás natural, e é um sério contribuinte para o aquecimento global. Embora o gás carbônico ganhe toda a atenção, o metano na verdade causa muito mais retenção de calor, particularmente poucas décadas após sua liberação.

O fracionamento contribui para esse problema de forma intencional e não intencional. Queimar metano ainda é ruim para o ambiente da mesma forma que todos os combustíveis fósseis são, mas a ineficiência do processo de extração causa maiores problemas. A água que é usada para fraturar as pedras acumula metano na sua volta para a superfície, e qualquer um dos numerosos dispositivos usados no processo também podem vazar.

Os pesquisadores compararam o efeito estufa do gás líquido do fracionamento de gás natural com o carvão, e descobriram que ele possui no mínimo 20% mais impacto do que o carbono em 20 anos (potencialmente até duas vezes maior) e um efeito negativo se comparado em 100 anos. Isso mostra como a indústria do gás natural continua a contribuir com o aquecimento global, e nem está sendo levado em conta o equipamento de perfuração alimentado por diesel ou o transporte dos 30 milhões de litros de água necessários por fracionamento. Assim como um combustível fóssil, há também muito dele escondido no subsolo. Doug Parr, o cientista chefe no Greenpeace do Reino Unido, comentou que "qualquer um que acredite que o gás de xisto é a solução para as nossas necessidades energéticas está sendo irremediavelmente ingênuo".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível