Solução caseira para reduzir o fosfato da água da piscina

Escrito por ellen van der wagt | Traduzido por eduardo levy
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Solução caseira para reduzir o fosfato da água da piscina
O fosfato favorece o crescimento de algas (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O mineral fosfato é uma fonte vital de nutrientes para plantas e algas. De acordo com Associação de Saúde Canadense, as algas não são perigosas por si mesmas, mas podem reduzir a efetividade dos produtos de limpeza da piscina, como o cloro. Além disso, elas deixam a água viscosa e com má aparência. Quando se mantém o nível de fosfato da água da piscina baixo, inibe-se o crescimento de algas. Compostos orgânicos em decomposição, fertilizantes, água escoada, chuva, poeira, bronzeadores solares, sabonetes e até água encanada contêm fosfato e contribuem para o crescimento de algas.

Outras pessoas estão lendo

Evitando que o fosfato entre na piscina

Matéria orgânica como restos de folhas, insetos mortos, suor e células da pele se transformam em fosfato ao decompor. O ideal é que todas as pessoas tomem uma ducha antes de entrar na piscina para remover suor, células mortas da pele e resquícios de sabonete. Para evitar altas concentrações de fosfato, é essencial decantar e esfregar a piscina com frequência para eliminar os resíduos; também é necessário limpar o decantador. De acordo com o Instituto de Nutrição das Plantas, fertilizantes costumam ter fosfato, pois as plantas precisam de grandes quantidades dele para crescer com saúde. Por isso, deve-se evitar a contaminação da piscina pelo escoamento de água da grama. Além disso, sopradores de folhas introduzem fertilizantes e poluentes na piscina e devem usados com cuidado.

Manutenção apropriada da piscina

Para manter a piscina corretamente é preciso limpá-la com regularidade, assim como aos filtros dela, deixar a moto-bomba ligada tempo suficiente e garantir boa circulação da água para evitar zonas mortas. Deve-se sempre manter níveis adequados de desinfetantes. Como o cloro destrói o lixo orgânico, se ele for mantido em níveis adequados o fosfato será controlado e apenas as algas mais resistentes permanecerão. As lojas de piscina têm uma linha de removedores de fosfato baseados em enzimas e minerais, o que evita que o fosfato cresça sem acrescentar produtos químicos agressivos à água. Esses produtos podem ser usados de maneira preventiva regularmente.

Sumário

Um regime que inclua a remoção ativa de resíduos, a manutenção de níveis adequados de desinfetantes, a adição regular de removedores de fosfato, duchas antes de entrar na água e decantação e esfregação frequente da piscina ajudará a manter o nível de fosfato baixo e a evitar o aparecimento de algas. De acordo com o site Poolcenter.com, essas medidas também possibilitam a queda do consumo de cloro, diminuindo o risco de irritação da pele e dos olhos. A manutenção constante da piscina é sempre o melhor remédio para reduzir o fosfato dela.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível