Como fazer uma tala caseira para a perna de um gato

Escrito por rohana chomick | Traduzido por aline fernandes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer uma tala caseira para a perna de um gato
Aprenda a fazer uma tala caseira para o caso de seu gato machucar uma das pernas (Martin Poole/Digital Vision/Getty Images)

Seu gato machucou a perna e está gritando de dor. Talvez você esteja longe de casa viajando com o seu gato ou o escritório do seu veterinário esteja fechado e você não possa dirigir até um hospital veterinário de emergência distante. Seu gato precisa de assistência médica imediata e a única ajuda nessa situação de emergência é você. Ao estabilizar a perna ferida com uma tala caseira, você pode aliviar o sofrimento do seu gato até poder levá-lo ao veterinário.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Tábua
  • Cobertores ou toalhas
  • Corda
  • Compressas de gaze estéreis antiaderentes
  • Algodão em rolo
  • Fita adesiva
  • Gaze em rolo
  • Curativo elástico
  • Palitos planos

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Encontre uma superfície firme como uma tábua ou uma bancada. Amorteça a superfície com cobertores ou toalhas. Coloque o seu gato na tábua e prenda-o com algo flexível, como uma corda, cachecóis longos ou um cinto. Se o seu gato for agressivo, pode ser necessário amordaçá-lo.

  2. 2

    Cubra gentilmente qualquer ferida com uma compressa de gaze estéril antiaderente com seu próprio adesivo para prender a compressa na perna. Envolva a perna com diversas camadas de algodão em rolo. Inclua as articulações acima e abaixo — do cotovelo frontal até o pulso ou do joelho traseiro até o calcanhar — se estiver estabilizando uma fratura. Fixe o algodão com fita adesiva.

  3. 3

    Enrole diversas camadas de gaze em rolo ao redor do algodão. Certifique-se que a gaze fique justa, mas não tão apertada a ponto de cortar a circulação da perna. Prenda-a com fita adesiva. Se você perceber que a pata do seu gato está inchada ou fria, afrouxe ou remova o curativo.

  4. 4

    Posicione um palito plano em lados opostos da perna — incluindo as articulações acima e abaixo — e prenda os palitos com fita adesiva enrolada de modo firme em volta do curativo.

  5. 5

    Coloque um curativo elástico em volta de todo o arranjo. Prenda-o com fita adesiva. Passe a fita por cima do pelo do gato. Isso impede que o curativo escorregue.

  6. 6

    Remova o seu gato das restrições. Coloque-o, junto com os cobertores ou as toalhas, em um local silencioso, quentinho e macio. Certifique-se que ele não tentará andar, correr ou pular.

Dicas & Advertências

  • Deixar o curativo firme é fundamental para estabilizar a perna do seu gato e diminuir sua dor.
  • Utilize uma revista ou um jornal enrolado se não conseguir encontrar palitos planos para a estabilização.
  • Mantenha a cabeça do seu gato nivelada ao corpo se ele ficar inconsciente.
  • Se precisar deixar a tala durante a noite, verifique o seu gato a cada uma ou duas horas para ter certeza que a sua pata não esteja ficando inchada.
  • Se o curativo estiver apertado e/ou desconfortável demais, seu gato pode lambê-lo ou mordê-lo na tentativa de removê-lo.
  • Não tente consertar uma fratura.
  • Não enfaixe uma fratura na parte superior das pernas dianteiras ou traseiras. Isso pode piorar a ferida. Somente coloque curativos ou talas em feridas abaixo do cotovelo ou do joelho.
  • Tome cuidado se for utilizar uma tala nas patas traseiras, devido à sua posição naturalmente dobrada. Uma tala reta pode causar mais ferimentos.
  • Preste atenção em sintomas de choque: respiração superficial, pulso fraco, ansiedade, olhar confuso e tremores. Se um ou mais desses sintomas estiverem presentes, mantenha seu gato quieto e aquecido até levá-lo a um veterinário.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível