Mais
×

Técnica para aguada de nanquim

Atualizado em 20 julho, 2017

Caneta e nanquim compõem um meio de desenho com séculos de história, desde o Egito Antigo. Criadas com pincéis e outras ferramentas, as aguadas de nanquim adicionam volume e atmosfera para os desenhos com caneta e tinta. Tais desenhos precisam de poucas técnicas e ferramentas simples, além de serem fáceis de praticar. Também são infinitamente gratificantes e populares entre artistas renomados do passado, incluindo Rembrandt e Goya. Os desenhos com aguadas de nanquim possuem uma espontaneidade que transmitem uma riqueza de informações com alguns gestos hábeis.

Instruções

Um conjunto de ferramentas e tinta Sumi (recreational goods image by Aleksandr Ugorenkov from Fotolia.com)

    Preparação

  1. Coloque o modelo de desenho em um pedaço de papel branco e posicione uma lâmpada para iluminá-lo. Tente arranjar o objeto e a fonte de luz para que possa ver uma gama de tons nas sombras do objeto.

  2. Prenda o papel para aquarela na prancheta usando fita adesiva ou fita gomada. Prenda todas as bordas do papel de forma segura.

  3. Adicione nanquim indiano na cavidade do godê. Na primeira, adicione uma pequena quantidade da tinta, na segunda, uma quantidade mediana, e na terceira, adicione uma grande quantidade. Complete os espaços com quantidades iguais de água. Agora você terá três concentrações variadas de nanquim e água.

  4. Teste as concentrações de tinta com um pincel pequeno no papel. O espaço com a menor concentração de tinta deve criar a marca mais clara, e o com a maior concentração, uma marca mais escura. Elas podem ser ajustadas adicionando mais nanquim ou mais água para alcançar uma gama de tons maior.

  5. Umedeça o papel com um pincel grande e chato. O papel deve ficar levemente molhado, mas não demais. Se o papel ficar molhado demais pode começar a enrugar (um papel com gramatura maior pode absorver mais água sem problemas).

    Criando aguadas de nanquim

  1. Olhe cuidadosamente para o objeto. Ao começar o desenho, atenha-se aos tons de sombra e luz. Note onde as sombras são mais escuras ou onde a luz encontra o objeto.

  2. Bloqueie áreas de sombra no objeto. Usando pequenos pincéis redondos e a mistura mais clara de tinta, rascunhe o desenho. Use campos de tons em vez de simplesmente contornar o objeto.

  3. Trabalhe gradualmente e em camadas para construir as camadas de aguadas de várias concentrações. Você pode usar água para diluir aguadas no papel também, e pode notar que ao aplicar tinta com o pincel sobre o papel molhado, a tinta tende a misturar-se na umidade do papel. Use essa técnica úmido sobre úmido em sua vantagem para criar tons e dar um toque de espontaneidade.

  4. Faça uma camada com a mistura escura de tinta para criar sombras mais intensas no objeto e completar o desenho. Deixe o papel secar completamente antes de removê-lo da prancheta.

Dicas

  • Lembre-se, como em todas as técnicas de arte, trabalhar com aguadas de nanquim é acessível e fácil para começar, mas requer prática para ser dominada.

O que você precisa

  • Papel para aquarela, gramatura 300 ou superior
  • Prancheta
  • Fita adesiva
  • Godê pequeno com seis cavidades
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article