Mais
×

Técnicas utilizadas na arte renascentista

Atualizado em 21 novembro, 2016

Durante o período Renascentista, os artistas começaram a retratar imagens com um propósito mais realístico. A representação do corpo humano e de objetos não era uma idealização da imaginação, mas sim um meio de inovação artística. Os mestres do Renascimento utilizavam muitas técnicas. Algumas delas serão descritas no texto abaixo.

Detalhes da Mona Lisa com a técnica do sfumato

Humanismo e perspectiva

O humanismo era um meio de retornar às ideologias clássicas. A ideia de perspectiva é criar uma aparência tridimensional em um objeto bidimensional, como telas.

Sfumato

A ideia de sfumato foi misturar uma tonalidade dentro de outra para criar percepções de profundidade, forma e volume. O exemplo mais famoso dessa técnica é a Mona Lisa.

Detalhes da Mona Lisa com a técnica do sfumato

Chiaroscuro

Esse tipo de técnica utiliza o contraste de luz e sombra para dar dimensões à pintura. Isso lhe dá a ilusão de profundidade e tridimensionalidade. Um exemplo da técnica seriam os trabalhos de Michelangelo Merisi da Caravaggio. Ele desenvolveu o tenebrismo (uma forma de chiaroscuro onde objetos parecem emergir da escuridão).

O tenebrismo é uma forma de chiaroscuro onde objetos parecem emergir da escuridão

Fresco

Existem dois tipos de frescos, o "Buon fresco" e o "Fresco seco". O primeiro consiste em misturar pigmentos com água. Já no fresco seco, os pigmentos são misturados com aglutinantes e pintados em reboco seco.

O fresco é uma técnica de pintura feita sobre parede

Perspectiva

A ideia desse tipo de perspectiva tem como objetivo adicionar profundidade a uma pintura, criando a ilusão de objetos retraindo dentro de um fundo. Andrea Mantegna foi um dos artistas que utilizou essa técnica.

As técnicas de perspectiva foram muito utilizadas pelo artista Andrea Mantegna
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article