Como a televisão passa informações e influencia a opinião pública?

Escrito por angus koolbreeze | Traduzido por joan diaz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como a televisão passa informações e influencia a opinião pública?
A televisão influenciou o resultado final dos debates entre Obama e McCain em 2008 (Chip Somodevilla/Getty Images News/Getty Images)

A televisão influencia os espectadores usando imagens visuais. Explorando a habilidade dos olhos de capturar a figura de um objeto e guardá-la na memória, a mídia pode afetar substancialmente as decisões tomadas pelo povo. Como o site Commissionedwriters.com aponta, um jovem pode ser influenciado a praticar um esporte popular por tê-lo visto pela TV. Esse meio também pode persuadir uma pessoa a adquirir um mau hábito, como o de fumar. O Federal Communications Commission (Agência federal de comunicações americana) entendeu isso quando decidiu vetar comerciais de cigarro em 1º de Janeiro de 1971.

Outras pessoas estão lendo

Propaganda

A televisão é uma arma poderosa que um presidente ou uma agência de notícias pode usar para manipular uma nação sobre uma determinada ação governamental, como uma guerra. O site Opinion Maker cita o exemplo da transmissão repetida feita pela televisão paquistanesa de um trecho de um filme, em que o Taliban espanca publicamente uma mulher para inspirar o desprezo do público pela organização política. Outro exemplo de manipulação da opinião pública ocorreu na televisão americana, quando logo após os atentados terroristas de 11 de setembro, a CNN colocou várias vezes no ar o documentário "Behind the Veil", de Saira Shah, contra o Taliban a fim de aumentar o apoio do público para o plano do então presidente George W. Bush para entrar em guerra contra o Afeganistão.

Comerciais e anúncios de utilidade pública

A televisão também pode usar os comerciais para influenciar a opinião pública em favor de um produto. Anunciantes, como redes de restaurantes, podem usar táticas como o posicionamento da câmera para fazer um certo tipo de alimento - um hambúrguer, por exemplo - parecer maior e mais suculento do que realmente é. A rede espera que o espectador fique com fome o bastante para desligar a televisão, entrar no seu carro e dirigir até o restaurante mais próximo para comprar esse hambúrguer.

Apelo às emoções

A televisão pode usar imagens para instigar fortes emoções nos telespectadores. Uma organização de caridade, por exemplo, pode usar uma celebridade, como uma atriz, pela sua habilidade de olhar diretamente na câmera, chorar bastante e, entre soluços e respirações profundas, falar para os telespectadores que eles precisam fazer uma doação para salvar as crianças subnutridas que aparecem junto dela no comercial.

Edição seletiva

A edição seletiva é uma tática que os candidatos políticos usam para desqualificar o adversário. A equipe de publicidade de um candidato edita trechos de uma entrevista, reunindo as partes de modo que o adversário político pareça apoiar uma posição que realmente não defende. Essa técnica já influenciou o voto em diversas eleições durante anos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível