Tipos de serrote para carpintaria

Escrito por ian brown | Traduzido por barbara carvalho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de serrote para carpintaria
Quando se fala em serra, imediatamente se pensa em serra manual (ou serrote), mas existem outros tipos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Desde os tempos pré-históricos, as serras têm sido usadas para cortar madeira. As primeiras eram apenas pedaços de pedra. Com a Idade do Bronze, apareceram as serras feitas de metal, com cabo de madeira. A Bíblia menciona prisioneiros de guerra sendo executados com uso de serra. O desenvolvimento da produção do ferro e do aço e a Revolução Industrial trouxeram a expansão do design das serras para os modelos específicos, adequados aos diferentes tipos de trabalho, que usamos hoje.

Outras pessoas estão lendo

Serras manuais

Existem três tipos de serra manual, ou serrote. O serrote comum, que se usa para cortar ao longo do grão da tábua ou prancha (no sentido do comprimento); o serrote de corte transversal, usado para cortar através do grão (no sentido da largura); e o serrote de carpinteiro, uma versão menor do serrote de corte transversal, usado também para cortar junções na madeira. Embora não seja tão eficiente, o serrote de corte transversal pode ser usado para rasgar troncos. Esses três serrotes não têm apoio traseiro (ou costas), o que faz com que as lâminas sejam flexíveis. As suas costas são retas ou inclinadas.

Tipos de serrote para carpintaria
Um serrote de corte transversal é usado para cortar contra o grão da madeira (Pixland/Pixland/Getty Images)

Serrote de dorso reforçado (serrote de costa)

O serrote de dorso reforçado, mais conhecido por serrote de costa, tem um dorso em latão ou aço que torna a lâmina rígida. Exemplos de serrotes de costa são o serrote de ensamblar (ou de espiga) e a serra de samblar. O serrote de ensamblar é o maior e é assim chamado por ser usado para cortar encaixes de espiga. A serra de samblar tem dentes menores e é utilizada para fazer encaixes em forma de cauda de andorinha. Esses serrotes normalmente possuem um punho em forma de cabo de pistola. Não tão conhecidos são: o "gent's saw", serrote de samblar, com o cabo semelhante ao da lima, que possui um cabo horizontal cilíndrico; e o dozuki, um serrote japonês de dorso reforçado, também com um cabo horizontal cilíndrico. Um serrote de 1/2 esquadria é uma espécie de serrote de dorso reforçado (serrote de costa), encaixado em uma armação e que serve para cortar encaixes com detalhes em 45º. Um serrote de samblar duplo é um serrote de costa, com lâmina dupla, usado para cortar embutidos e engastes.

Tipos de serrote para carpintaria
O serrote de ensamblar (ou de espiga) tem um dorso rígido (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Serrotes com armação

Serrotes com armação possuem em lâminas de serra seguras, em tensão, por uma armação de madeira ou metal. Os mais comuns são o serrote tico-tico e o serrote de cabelo, usados para cortar curvas intrincadas; e o maior, e mais tradicional, serrote de arco, também conhecido por serrote para metais, que pode ser usado para trabalhos com curvas ou transversais. A tensão dos serrotes tico-tico e é atingida ao aparafusar e desaparafusar o cabo. O serrote de arco é apertado usando um trabalho para torcer a corda metálica anexada aos braços do serrote. O serrote de volta, por vezes chamado de também de serrote de arco, é um serrote metálico e tubular rudimentar, usado para cortar troncos.

Serrotes especializados

O serrote de ponta normal, ou de ponta fina, tem uma lâmina serrilhada fina e estreita, usada para cortar buracos de fechadura. As serras traçadoras (serra de cortar tora), normalmente de 1 m a 3 m de comprimento, são usadas para cortar toras grandes. O tradicional serrote para piso laminado tem uma extremidade cortante curvo, o que permite cortar e remover as tábuas do chão individualmente.

Serras mecânicas

A serra circular substituiu a manual em muitos trabalhos de carpintaria. As lâminas para esta serra encontram-se disponíveis, com vários tipos de dentes, para se ajustarem aos requisitos de diferentes cortes. Existem também as motoserras, que substituíram praticamente as serras traçador, tornando muito mais rápida a tarefa de cortar troncos. E, finalmente, a serra de fita, que corta curvas largas; enquanto a serra tico-tico mecânica e a serra tico-tico de bancada cortam curvas mais intrincadas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível