on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

A toxicidade das pulseiras de neon

Atualizado em 19 julho, 2017

As pulseiras de neon são tubos longos e estreitos que produzem um efeito brilhante e luminoso quando dobradas. Elas não são somente usadas por diversão (não é raro vê-las no carnaval, em shows ou outras festividades), mas também possuem usos práticos. Os militares, policiais e bombeiros são grandes consumidores desse produto. Elas produzem luz sem o auxílio de eletricidade ou gás, assim são não inflamáveis e podem ser usadas em espaços confinados. Em condições normais de uso, elas não são consideradas tóxicas, de acordo com o site "Glow Products".

A química

A pulseiras de neon emitem "quimioluminescência". O American Heritage Science Dictionary define essa palavra como "a emissão de luz por uma substância como resultado passando por uma reação química que não envolve um aumento em sua temperatura". Esse é o mesmo tipo de luz emitida pelos vaga-lumes. Nessas pulseiras, o composto químico responsável pela produção de luz é chamado de "oxalato de difenil".

Loading...

História

O oxalato de difenil foi sintetizado por Michael M. Rauhut na década de 1960. Ele foi capaz de criar um éster (um composto formado a partir de ácido e álcool) que, quando misturado com corante e peróxido de hidrogênio, produzia um brilho quimioluminescente. O composto foi patenteado como "Cyalume."

Características

A pulseira de neon é um tubo dentro de um tubo. O tubo exterior, flexível, contém o composto de oxalato de fenil e a tintura do tubo. Dentro, há um tubo mais frágil que contém peróxido de hidrogênio. Quando o tubo fluorescente é dobrado, o tubo interno é quebrado, permitindo que o oxalato de fenil e o peróxido de hidrogênio se misturem. Isso cria o brilho quimioluminescente exclusivo desses objetos. O brilho pode durar de quatro a 12 horas, dependendo do produto.

Segurança

A reação química em pulseiras de neon não é considerada prejudicial aos seres humanos. Ela não é inflamável e é considerada muito mais segura do que outras formas de produção de luz, utilizando oxigênio e eletricidade. O produto é atóxico, de acordo com o site "Cyalume". Os tubos flexíveis externos não são susceptíveis a quebras, mas, no caso de isso acontecer, os conteúdos não são perigosos, a menos que uma quantidade significativa da substância seja consumida. O agente pode causar irritação e o contato com os olhos e a pele deve ser evitado, de acordo com o site "Glow Products". Há a possibilidade de uma reação alérgica.

Alerta

O "veneno" é definido como "qualquer produto ou substância que possa prejudicar alguém, se for usado de forma errada, pela pessoa errada, ou na quantidade errada". Sob essa definição, as pulseiras de neon contêm um veneno e não devem ser utilizadas por crianças menores de três anos de idade. Em caso de ingestão, chame imediatamente o Corpo de Bombeiros.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...