Tratamento da oftalmopatia de Graves

Escrito por lisa sefcik | Traduzido por josciel sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento da oftalmopatia de Graves
A oftalmopatia de Graves causa inchaço nas pálpebras (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A oftalmopatia de Graves ocorre em pacientes com doença de Graves, uma desordem autoimune que em geral afeta a tireoide e algumas vezes a pele da perna. Nem todos os pacientes com doença de Graves experimentam a oftalmopatia de Graves. De acordo com o New York Thyroid Center, muitos pacientes com desordens tireoidianas não experimentam doença nos olhos e alguns serão afetados apenas levemente. No entanto, quando a oftalmopatia de Graves está presente, o tratamento médico depende da severidade dos sintomas.

Outras pessoas estão lendo

O que causa oftalmopatia de Graves

Em geral, a doença de Graves está associada ao hipertireoidismo. No entanto, ao contrário do hipertireoidismo causado por nódulos tireoidianos ou tireoidite, a doença de Graves tem um componente autoimune: anticorpos atacam a glândula tireoide, causando hiperprodução do hormônio tireoidiano. De acordo com a Dra. Rebecca Bahn da Mayo Clinic, os mesmos anticorpos que afetam a tireoide atacam o tecido atrás dos olhos, pressionando o globo ocular para fora da cavidade orbital. A oftalmopatia de Graves pode afetar os pacientes com doença de Graves mesmo após a remoção cirúrgica da tireoide. Os pacientes com oftalmopatia de Graves podem apresentar vários sintomas oculares, incluindo lacrimejamento excessivo, olhos vermelhos, pálpebras inchadas, fotossensibilidade, sensação de haver areia em um ou em ambos os olhos, visão dupla e aumento do espaço entre os olhos e as pálpebras.

Esteroides orais

Alguns sintomas da oftalmopatia de Graves podem ser reduzidos com a prescrição de corticosteroides orais como a prednisona. Esses medicamentos fornecem alívio temporário para a dor, o inchaço e os olhos irritados; no entanto, os efeitos colaterais dessas drogas não permitem seu uso por longos períodos.

Óculos especiais

Para pacientes com oftalmopatia de Graves que experimentam visão dupla (diplopia), usar óculos com lentes prismáticas especiais pode ser útil. Esses óculos podem ser usados quando existe a possibilidade de melhora espontânea da condição, ou enquanto o paciente aguarda a correção cirúrgica.

Tratamentos invasivos

Nos casos mais graves, a intervenção cirúrgica é necessária. A cirurgia de descompressão orbital permite que os olhos retornem a sua posição normal na cavidade ocular quando a inflamação do tecido ocular impede o perfeito alinhamento dos olhos. A radioterapia orbital -- um procedimento menos invasivo que usa raios-X para destruir parte do tecido ocular -- já foi um tratamento comum. No entanto, de acordo com a Mayo Clinic, estudos mais recentes sugerem que ela fornece pouco alívio para pacientes com sintomas leves a moderadamente severos, podendo ser útil quando os sintomas pioram ou os esteroides orais são ineficazes.

Tratamento caseiro

A oftalmopatia de Graves pode desaparecer após alguns meses ou passados alguns anos. Os pacientes que experimentam apenas sintomas muito leves podem encontrar alívio usando medicamentos de venda livre e fazendo ajustes no estilo de vida. O uso de lubrificantes oculares em gotas frequentemente reduz o ressecamento e a irritação dos olhos, enquanto o uso de óculos escuros especiais alivia a fotossensibilidade. Os pacientes experimentam menos inchaço das pálpebras quando dormem com a cabeça ligeiramente elevada. Umidificadores de ambiente também podem ajudar a prevenir o ressecamento dos olhos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível