Como tratar o vício do crack

Escrito por ehow contributor | Traduzido por ana rodrigues
Como tratar o vício do crack

Trate o vício do crack

Durante a década de 1980, o crack se tornou um problema nas ruas em cidades de toda a América. Ao contrário da cocaína, que tende a ser cara, o crack é amplamente acessível em pacotes baratos, de uso individual. Suas poderosas substâncias fisicamente viciantes podem envolver rapidamente os usuários.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Médico
  • Especialista em tratamento de dependência
  • Terapeuta comportamental

Lista completaMinimizar

Instruções

    Trate o vício do crack

  1. 1

    Não existe um único método "correto" ou "garantido" quando se refere ao tratamento do vício do crack ou de qualquer outra droga. Se o usuário não tem um longo histórico de consumo de droga, a participação em um programa de reabilitação em um centro de tratamento pode ser suficiente. Entretanto, usuários com um histórico de consumo contínuo de crack ou dependência de drogas, requerem tratamentos longos e intensivos.

  2. 2

    Reconheça os sintomas de abstinência que acompanham a suspensão do uso do crack. Estes incluem, mas não se limitam necessariamente a: depressão e intenso desejo físico da droga, ansiedade, explosões de raiva, muitas vezes com violência, irritabilidade extrema, náusea e vômito, insônia e dor muscular. Se possível, deve haver um acompanhamento sob supervisão médica. Mesmo que sua opção de tratamento preferencial seja acompanhada por uma lista de espera, os profissionais em uma unidade de tratamento da Toxicodependência podem aconselhá-lo sobre como lidar com os sintomas de abstinência de um viciado em crack.

  3. 3

    Embora o crack produza uma dependência física poderosa, não existe um método medicamentoso disponível para uso como um "substituto" seguro no tratamento do vício do crack. Enquanto viciados em heroína podem tratar seu vício, substituindo-a por metadona, não existe a mesma possibilidade para o crack. Assim, a intervenção médica é muitas vezes necessária para monitorar e auxiliar a recuperação de um indivíduo.

  4. 4

    Se você está tendo problemas para ajudar um dependente a obter uma colocação em um centro de tratamento, esta pode ser sua melhor opção. A associação pode aconselhá-lo sobre a forma como você deve intervir e ajudar o usuário de crack a superar seus sintomas de abstinência física. Não tente fazer uma intervenção sem antes discutir e decidir sobre um plano de ação com um profissional experiente.

  5. 5

    Contate o estabelecimento de saúde mental local para obter informações sobre os programas de tratamento disponíveis para recuperar viciados. Quaisquer custos excessivos podem ser cobertos pelo usuário, pelos pais ou pelo plano de saúde. Por ter se tornado tão propagado o consumo de crack, o acesso à tais facilidades têm, frequentemente, longas listas de espera. Isso, infelizmente, significa que muitos dependentes continuam consumindo a droga enquanto aguardam tratamento.

Dicas & Advertências

  • O perigo de sofrer uma overdose de crack, levando ao coma, convulsões ou morte, é consideravelmente maior do que em uso regular de cocaína. A paranoia e a depressão que o uso de crack a longo prazo causa, coloca viciados em um risco maior de comportamento violento e suicida.
  • Intervenção médica agressiva é necessária para ajudar as pessoas que se tornaram fisicamente dependentes.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media