Túmulos de múmias egípcias

Escrito por cathy moeschet | Traduzido por tiele machado
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Túmulos de múmias egípcias
Alguns artefatos encontrados nas tumbas dos antigos egípcios revelam bastante sobre os mortos (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

As escavações de tumbas do Antigo Egito proporcionam uma visão fascinante sobre a vida cotidiana, tanto de plebeus como de realeza, e suas visões sobre a morte e a vida após a morte. Todos os enfeites dos túmulos, os tipos de objetos encontrados neles e o tratamento, adornos e vestimenta das múmias, relacionam-se com as origens, crenças e até mesmo personalidades dos mortos.

Outras pessoas estão lendo

Paredes

Nem todos os antigos egípcios eram privilegiados o suficiente para serem sepultados. Os pobres eram geralmente enterrados na areia devido às condições do deserto, então a maioria dos túmulos encontrados são de ricos ou de descendentes da realeza. As paredes dessas tumbas geralmente eram decoradas com imagens que retratavam momentos, geralmente felizes, da vida do falecido. Alguns temas comuns eram a família, comida e atividades agradáveis. Algumas exibiam até imagens dos egípcios com cachorros, que até mesmo naquela época eram tidos como animais de estimação.

Caixões

As pessoas mumificadas eram colocadas em caixões de madeira, pintados com escaravelhos para proteção e imagens do falecido. Geralmente, era também utilizado um segundo caixão. Este nem tão elaboradamente decorado, mas podia exibir imagens de culto ou da múmia. O escaravelho também podia aparecer nesse caixão. O caixão externo final, geralmente também de madeira, poderia exibir uma figura de um chacal para proteção ou inscrições religiosas. Os caixões eram finalmente depositados em um sarcófago de pedra.

Vestimenta e adornos

A maneira como os corpos dos mortos eram tratados era de suma importância para os embalsamadores do Antigo Egito. O processo de preparação para o sepultamento poderia levar até 70 dias e era extremamente ritualizado. Os órgãos internos eram removidos do corpo e armazenados em quatro vasos canópicos, cada um voltado para uma direção, norte, sul, leste e oeste. O corpo era envolvido com linho. Geralmente, alguns amuletos eram colocados entre as camadas de linho. A múmia era adornada com uma máscara fúnebre, que geralmente retratava a pessoa como imortal. Essas máscaras também propiciavam proteção física para a cabeça. Às vezes, máscaram eram utilizadas pelas pessoas durante o sepultamento.

Pertences e animais de estimação

Uma variedade de objetos era rotineiramente sepultada junto com a múmia. Geralmente, esses itens incluíam coisas que as famílias julgavam que o morto necessitaria na vida após a morte. Os túmulos muitas vezes continham estátuas de divindades, desenhos retratando servos que acompanhavam o falecido se ele tivesse sido rico ou influente na vida, facas e espadas, modelos de "carros", barcos e exército, tijolos mágicos e amuletos. Os familiares visitavam as tumbas com presentes em forma de alimento. Os mortos eram, muitas vezes, enterrados com animais, especialmente gatos, geralmente encontrados em seu caixão. Em um deles, segundo a MSNBC, restos mumificados de um cachorro ocupavam um espaço aos pés de seu mestre falecido.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível