Como converter kPa em L/min

••• pipe fitting image by Joann Cooper from Fotolia.com

O matemático Daniel Bernoulli descobriu uma equação relacionando a pressão em uma tubulação, em quilopascal (kPa), com a vazão do fluido, em litros por minuto (L/min). De acordo com Bernoulli, a pressão total da tubulação é constante em todos os pontos; assim, subtraindo-se da pressão total a pressão estática do fluido, tem-se a pressão dinâmica em qualquer ponto. Esta pressão dinâmica, a uma densidade conhecida, determina a velocidade do fluido. Por sua vez, a velocidade do fluido em uma tubulação com área de secção transversal conhecida determina a vazão do fluido.

Cálculo da vazão através da pressão

Passo 1

Subtraia a pressão estática da pressão total. Se a tubulação tem uma pressão total de 0,035 kPa e uma pressão estática de 0,01 kPa, tem-se: 0,035 - 0,01 = 0,025 quilopascal.

Passo 2

Multiplique por 2: 0,025 x 2 = 0,05.

Passo 3

Multiplique por 1.000 para converter em Pascal (Pa): 0,05 x 1000 = 50.

Passo 4

Divida pela densidade do fluido, em quilogramas por metro cúbico (kg/m³). Se o fluido tem uma densidade de 750 kg/m³: 50/750 = 0,067.

Passo 5

Calcule a raiz quadrada: 0,067 ^ 0,5 = 0,26. Esta é a velocidade do fluido, em metros por segundo (m/s).

Passo 6

Calcule o quadrado do raio da tubulação, em metros (m). Se o raio é de 0,1 m: 0,1 x 0,1 = 0,01.

Passo 7

Multiplique o resultado por pi: 0,01 x 3,1416 = 0,031416.

Passo 8

Multiplique pelo resultado do passo 5: 0,031416 x 0,26 = 0,00817.

Passo 9

Multiplique por 1.000: 0,00817 x 1000 = 8,17 litros por segundo.

Passo 10

Multiplique por 60: 8,17 x 60 = 490,2 litros por minuto.

Mais recentes

×