Erliquiose crônica

••• sled dog,huskie,dog,sledding,dogsledding,tiger roa image by Earl Robbins from Fotolia.com

A erliquiose crônica (popularmente conhecida como "doença do carrapato") é um estágio avançado de infecção da Ehrlichia rickettsia, que é transmitida pelo carrapato marrom e pelo carrapato estrela que se alimentam e transmitem um organismo da Ehrlichia para a corrente sanguínea do cão. Todos os cães que forem picados pelo carrapato serão expostos à Ehrlichia, e podem ser infectados. Uma vez que a doença não demonstra sintomas até estar bem avançada, a prevenção é o melhor tratamento.

Sintomas

dog image by Michal Tudek from Fotolia.com

A fase aguda da doença geralmente não demonstra sintoma exterior algum, e pode começar uma semana depois da exposição do animal à doença e durar até um mês. Os cães começam a demonstrar depressão, febre, letargia e dores nas articulações durante a fase subclínica, que pode durar anos. Se o sistema imunológico do cão não eliminar a Ehrlichia, a doença se desenvolverá para uma fase crônica. Perda de peso, anemia, acumulação de fluidos nas pernas e febre podem ocorrer, e em casos severos o cão pode começar a demonstrar sinais neurológicos, tais como inclinação da cabeça, andar em círculos e convulsões.

Diagnóstico

test tubes image by Ruta Saulyte from Fotolia.com

A erliquiose crônica é diagnosticada pela combinação de um exame físico e vários exames de sangue. O exame mais comum procura por anticorpos, mas se o cão estiver muito fraco e não produzir anticorpos suficientes, ele pode obter um resultado falso negativo. Adicionalmente, um resultado positivo significa que o cão foi exposto à doença, mas não que está necessariamente infectado. Exames mais recentes procuram pelo próprio organismo da Ehrlichia, mas sua incapacidade de distinguir organismos vivos de mortos significa que ele não pode avaliar a extensão da infecção. Um hemograma completo incluiria ambos os exames se a Ehrlichia for suspeita.

Tratamento

blood transfusion dropper image by alma_sacra from Fotolia.com

Não há cura para a erliquiose se ela atingir o estágio crônico, e os sintomas podem ir e vir pelo resto da vida do cão. A doxiciclina é a substância de escolha para combater a doença, embora os efeitos só surjam depois de um mês, e ela é administrada por seis a oito semanas. Fluidos intravenosos ajudam a combater a desidratação, e casos mais severos exigem transfusão de sangue. Os corticosteroides podem ser administrados se o sistema imunológico do cão começar a destruir as plaquetas ou causar artrite.

Prognóstico

dog image by Trav from Fotolia.com

A erliquiose crônica tem um prognóstico reservado. Se a infecção progredir a um ponto em que a medula óssea não produza as células sanguíneas adequadas, o cão pode não responder ao tratamento.

Prevenção

boring dog image by Kostyantyn Ivanyshen from Fotolia.com

Banhos, vacinas e outros procedimentos antipulgas e carrapatos matarão os parasitas que estiverem nos cães, mas você sempre deve examinar seu animal depois que ele passar um tempo fora da casa. Os carrapatos costumam viver em superfícies verticais, como árvores, arbustos e cercas, e podem se esconder nas orelhas dos cães ou entre seus dedos.

Mais recentes

×