Como saber se a fascite plantar é grave e precisará de cirurgia

••• Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Se você tem dor na planta dos pés quando você começa a andar após sair da cama na manhã, ou após ficar sentado durante um período longo, pode estar sendo vítima da fascite plantar. Pessoas com esta enfermidade desenvolvem pequenas gotas no ligamento na parte inferior do pé. Atividades repetitivas, excesso de peso ou uso de calçados inadequados podem aumentar a dor. Geralmente não é necessária cirurgia para fascite plantar. Cerca de 95% das vítimas deste distúrbio podem aliviar a dor sem cirurgia.

Quando é necessária a cirurgia?

Passo 1

Considere há quanto tempo você vem sentindo dores. Se tentou aliviar a dor descansando, colocando gelo no local, tomando anti-inflamatórios, alongando, usando palmilhas no sapato, talas noturnas, ou tomando injeções de corticoides e ainda assim não melhorou em um período de seis meses a um ano, você deve optar por uma cirurgia.

Passo 2

Determine o quanto este problema está interferindo em sua vida. Você talvez queira optar por uma cirurgia se a dor na planta do pé estiver interferindo nas suas atividades diárias e impedindo que pratique esportes e faça exercícios.

Passo 3

Pergunte a você mesmo o quão motivado está. Você vai precisar dedicar seis meses a um ano de sua vida a tratamentos não-cirúrgicos e conseguir manter o planejamento para decidir se ele está valendo a pena. Se não quiser ou não puder seguir este método, é melhor optar pela cirurgia.

Passo 4

Pense no seu emprego. Se seu emprego exige que você fique de pé por longos períodos, e sua fascite plantar está impedindo que você trabalhe, a melhor opção pode ser mesmo a cirurgia.

Mais recentes

×