Fauna da floresta tropical sazonal

••• Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

O bioma de floresta tropical sazonal é encontrado em baixas latitudes e em climas mais secos nas proximidades de florestas tropicais. Suas plantas são caducifólias, ou seja, perdem suas folhas. Por essa razão, a luz solar penetra a copa das árvores e facilita a fotossíntese da vegetação rasteira. A sazonalidade é fundamental para esse bioma, uma vez que a pluviosidade varia muito entre as estações. Ele é encontrado no México, na costa oeste da América Central, no nordeste da América do Sul, no centro-sul e leste da África, em Bangladesh, no sudeste da Ásia, na China, nas Índias Ocidentais e na Austrália.

Migração

Anup Shah/Photodisc/Getty Images

Devido à sazonalidade da floresta tropical sazonal, a migração é um elemento fundamental no ciclo de vida de muitos animais. Esse bioma se assemelha a uma savana mais densa, pois ambos os ambientes têm uma temperatura média de 20ºC, apresentam chuvas sazonais e ocupam a mesma faixa de latitude (10º a 20º ao norte ou ao sul do Equador). No entanto, a precipitação anual total da savana é menor. Como um resultado da sazonalidade, muitos animais em ambos os biomas migram durante as estações secas.

Animais e acácias

Photos.com/Photos.com/Getty Images

A acácia é uma espécie de árvore importante para esse bioma e é encontrada na África e nas Américas. Seus espinhos repelem muitos animais, mas não as girafas. Além disso, as colônias de formigas vivem em uma relação de mutualismo com as acácias: a árvore fornece um lar para as formigas em seus espinhos ocos, enquanto as formigas atacam herbívoros e insetos que se aproximam. Porém, algumas espécies de aves não são atacadas pelas formigas quando constroem seus ninhos nas acácias.

Espécies de animais

Anup Shah/Photodisc/Getty Images

As girafas são numerosas nas florestas tropicais sazonais da África graças à capacidade de sua longa língua de pegar as folhas ao redor dos espinhos de acácia, além de seu padrão de cores que se mistura à vegetação. Nas Américas, as pegas-rabudas se adaptaram ao ambiente armazenando alimentos antes da estação seca. Outras espécies residentes incluem escorpiões, gaviões-carijós, lagartos dos gêneros Anolis e Ctenosaura, cobras-cegas, abelhas, udus-de-coroa-azul, rolas incas, patos-pataca, bugios, macacos-prego, sapos-cururu, pererecas, quatis, formigas-carpinteiras, formigas-correição, cutias e jacus-de-crista. Na África, os rinocerontes-brancos habitam a floresta tropical sazonal. Na Índia, tigres, langures, guars (bovinos selvagens) e chitais (cervídeos) podem ser encontrados em florestas tropicais sazonais.

Influência dos seres humanos

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Como o solo das florestas tropicais sazonais é rico em nutrientes e apresenta um nível de acidez baixo, além de ser encontrado em regiões com taxas elevadas de crescimento demográfico, esse bioma tem perdido espaço para o desenvolvimento humano e o desmatamento por madeireiras e pela agricultura. Consequentemente, as espécies de animais que dependem desse bioma durante a estação de chuvas descobrem que sua rota de migração foi fragmentada ou que sua fonte de água foi cercada. As espécies maiores, como os tigres na Índia, precisam de mais espaço e tendem a entrar em conflito com as comunidades humanas.

Mais recentes

×