Negócios que você pode abrir investindo entre R$ 10 mil e R$ 20 mil

••• Jupiterimages/Creatas/Getty Images

Com o dinamismo cada vez maior da economia, fica mais fácil montar o próprio negócio e, finalmente, se livrar do patrão. Mas para entrar no instigante mundo do empreendedorismo, é preciso escolher muito bem o negócio ao qual irá se dedicar daqui para frente. Se você está pronto para encarar mais esse desafio, saiba que alguns projetos podem ser colocados em funcionamento com um investimento relativamente baixo. Listamos alguns exemplos de micro e pequenas empresas que você pode abrir investindo entre R$ 10 mil e R$ 20 mil, segundo o Sebrae.

Overview

Jupiterimages/Creatas/Getty Images

Com o dinamismo cada vez maior da economia, fica mais fácil montar o próprio negócio e, finalmente, se livrar do patrão. Mas para entrar no instigante mundo do empreendedorismo, é preciso escolher muito bem o negócio ao qual irá se dedicar daqui para frente. Se você está pronto para encarar mais esse desafio, saiba que alguns projetos podem ser colocados em funcionamento com um investimento relativamente baixo. Listamos alguns exemplos de micro e pequenas empresas que você pode abrir investindo entre R$ 10 mil e R$ 20 mil, segundo o Sebrae.

Desenvolvimento de websites

Jens Schlueter/Getty Images News/Getty Images

Toda empresa precisa de um site na internet para divulgar seus produtos e serviços. E profissionais autônomos também têm procurado cada vez mais esse canal de comunicação. Ou seja: é um negócio com grande demanda e no qual vale a pena investir. Com um capital inicial de R$ 10 mil, é possível investir nos equipamentos necessários: dois computadores e softwares como InDesign, Dreamweaver, Photoshop, Illustrator, Acrobat, Flash e Fireworks. Contrate um bom serviço de internet e mais dois funcionários (programador e designer). Assim, você dará um passo importante para se inserir nesse mercado.

Salão de beleza

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

O setor de beleza e higiene está entre os que mais crescem no Brasil nos últimos anos. Investimentos nesse segmento, bem administrados, têm grande chance de sucesso. Montar um salão de beleza de pequeno porte custa até R$ 15 mil. O valor é gasto com a contratação de profissionais para corte de cabelo, manicure e pedicure, além da compra de equipamentos específicos. Se você já possui experiência no setor e deseja abrir o próprio negócio, já terá meio caminho andado. Use todo seu conhecimento para criar um empreendimento atrativo!

Centro de depilação

Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images

Além dos convencionais salões de beleza, outros estabelecimentos voltados à estética também têm obtido espaço considerável na economia. A depilação certamente é uma delas. Montar uma clínica não é tão caro quanto parece. A contratação de pessoal treinado e aquisição de equipamentos, além da escolha de um bom ponto comercial, pode resultar em gastos iniciais de R$ 16 mil. Uma modalidade que tem ganhado força é o da depilação delivery. A cliente pode ser atendida em casa, graças ao surgimento de equipamentos portáteis. Os custos podem cair consideravelmente se o empresário escolher esse filão.

Loja de R$ 1,99

Michael Blann/Digital Vision/Getty Images

Foi no início dos anos 1990 que surgiram estabelecimentos especializados em artigos de baixíssimo custo, popularmente conhecidos como "lojas de R$ 1,99". Eles viraram moda em um período de vacas magras para o Brasil, mas curiosamente se mantiveram fortes com o fortalecimento da economia. Para abrir uma loja dessas, procure um imóvel e adquira a mercadoria necessária. Alguns empresários dão ênfase a produtos eletrônicos e outros a utensílios domésticos, mas há quem venda tudo isso e um pouco mais. O investimento inicial pode variar entre R$ 12 mil e R$ 18 mil.

Manutenção de jardins e piscinas

Visage/Stockbyte/Getty Images

A manutenção de jardins e piscinas é um negócio aparentemente simples, mas que tem crescido consideravelmente em cidades de médio porte e em grandes condomínios horizontais. Criar uma empresa de manutenção de jardins e piscinas é relativamente fácil: obtenha os equipamentos de limpeza, controle de pragas, entre outros, além de contratar os profissionais que realizarão os serviços. O investimento varia entre R$ 15 mil e R$ 20 mil. O maior custo é o da adoção de uma franquia. Nesse caso, você entrará no mercado com uma marca forte e seus funcionários ainda receberão treinamento especial para realizar a atividade.

Corretorora de seguros

Michael Blann/Digital Vision/Getty Images

Para as pessoas que têm facilidade com vendas, um bom negócio é montar um escritório de correção de seguros. Uma sala com telefone e um computador basta para começar a trabalhar. Resta então procurar as companhias e vender suas apólices. É possível se tornar um vendedor multicarteiras, oferecendo os serviços de diversas companhias. Mas há ainda a opção de se tornar um franqueado, trabalhando a serviço de uma única marca. Nesse caso, os custos sobem com a taxa de franquia, que pode chegar a até R$ 16 mil. Mas os riscos são menores e a lucratividade, a médio prazo, maior.

Lan house

China Photos/Getty Images News/Getty Images

Montar uma "lan house" já foi um negócio mais lucrativo. Mesmo assim, continua a ser uma boa opção de investimento, especialmente se for possível diversificar os serviços (impressão e escaneamento de documentos, venda de doces e salgados, etc.) A melhoria dos serviços de internet banda larga também torna o empreendimento mais estável. Com um investimento de R$ 20 mil é possível montar um pequeno estabelecimento, com seis computadores, móveis, softwares, cabeamento e todos os equipamentos necessários para começar a operar. Escolha os jogos mais atrativos e tenha sucesso em seu empreendimento.

Lavagem ecológica de carros

Divulgação

Algumas pessoas sentem calafrios só de ver a gigantesca quantidade de água que é utilizada na lavagem de um carro. Por isso, um novo serviço surgido há alguns anos começa a ganhar espaço cada vez maior no mercado: o de lavagem ecológica de veículos. O trabalho é feito a seco, garantindo a sustentabilidade ambiental do negócio. Para entrar no ramo, é preciso investir R$ 11 mil. O faturamento médio mensal pode ser superior ao investimento inicial, garantindo retorno em poucos meses. E o que é melhor: sem prejudicar o meio ambiente.

Intermediação cartorária

Siri Stafford/Lifesize/Getty Images

O serviço de intermediação cartorária tem ganhado espaço cada vez maior no Brasil. A razão é simples: com cada vez menos tempo livre, as pessoas vêm enfrentando dificuldades crescentes para resolver problemas em cartórios. Por isso, acabam contratando profissionais especializadas na condução de trâmites burocráticos. Existem até franquias especializadas, que podem ajudá-lo a iniciar no segmento ainda mais rápido e com o treinamento necessário. O investimento pode chegar a R$ 20 mil, incluindo taxas de franquia, escolha de ponto comercial e contratação de pessoal. A demanda é crescente e as chances de sucesso são grandes.

Advergames

Daniel Berehulak/Getty Images News/Getty Images

Atrair a atenção dos internautas, nos últimos anos, tem se tornado um desafio cada vez maior. Entre as ferramentas que têm sido muito úteis nessa árdua missão estão os "advergames", ou jogos com fins publicitários. Criar esses programas sob encomenda para grandes e médias empresas é um negócio semelhante ao de programação de sites. Ele também exige dois computadores e a contratação de um programador e um designer. No entanto, o investimento necessário é o dobro (R$ 20 mil), porque nesse caso os softwares (como o Unity 3D) são bem mais caros.

Mais recentes

×