×
Loading ...

Óleos aromáticos: propilenoglicol vs. dipropilenoglicol

Atualizado em 17 abril, 2017

Propilenoglicol e dipropilenoglicol são derivados do mesmo processo químico, no qual se adiciona água ao óxido de propileno. No entanto, suas estruturas moleculares e composições químicas são muito diferentes. Apesar de serem usados na indústria cosmética, o dipropilenoglicol é o óleo que contém a melhor fragrância por vários motivos.

Óleos perfumados devem ser hipoalergênicos e seguros para toda a família (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)

Propriedades químicas

Propilenoglicol tem baixo ponto de ebulição e moderado ponto de congelamento. É um diol ou "álcool duplo", o que significa que pessoas que não podem usar álcool não poderiam usar nenhum óleo perfumado que o contenha. Dipropilenoglicol tem um alto ponto de ebulição e baixo ponto de congelamento. Ele pode atuar como solvente e estabilizante em vários produtos contendo óleos. Como não é alcoólico, pode ser usado sem restrições em óleos perfumados, incensos, entre outros produtos.

Loading...

Sensibilidade da pele

Propilenoglicol é bem tolerado pela maioria das pessoas. No entanto, sabe-se que pessoas com eczema podem apresentar reações alérgicas como dermatite de contato e urticária. Nenhuma reação alérgica foi associada ao dipropilenoglicol.

Toxicidade da ingestão

Propilenoglicol tem um gosto doce. É tóxico para gatos e cachorros e portanto produtos de higiene pessoal e fragrâncias não devem ser deixados ao alcance de animais de estimação. Quanto ao dipropilenoglicol, a exposição em testes de laboratório resultou em irritação leve da córnea em coelhos e mudanças nos rins e sistema renal em pequenos roedores.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...