Quais árvores frutíferas possuem espinhos?

••• fedsax/iStock/Getty Images

Muitos tipos de árvores frutíferas possuem espinhos. Os espinhos em uma planta protegem-na de estragos causados por animais famintos e indesejados. Com o passar dos anos, botânicos propagaram árvores frutíferas para desencorajar o crescimento de espinhos. Depois de tudo, as árvores se desenvolveram especificamente para a colheita de suas frutas, não sendo mais necessário o crescimento de espinhos, já que os pomicultores que as cultivam têm interesse em perpetuá-las, ao invés de devastá-las.

Limoeiro

Adrian Assalve/iStock/Getty Images

O limoeiro possui espinhos. Todavia, você pode não pensar assim se você tem uma árvore cuidadosamente cultivada ao longo de gerações, eliminando os aspectos hostis e incentivando um fruto maior e mais saboroso. No entanto, até mesmo o limoeiro "cultivado" pode ter um espinho ou dois, escondidos entre as folhas e flores.

Laranjeiras

steamangel/iStock/Getty Images

Entre as laranjeiras com espinhos está a laranja trifoliata. Com certeza, esta é uma variedade mais velha que, segundo o site UBC Botanica Garden, "é um bom porta-enxerto para 'ananicar' outras espécies".

Macieiras selvagens

Artish/iStock/Getty Images

Se acontecer de você encontrar uma macieira no ermo, a menos que ela cresça próxima de restos de uma construção antiga, você provavelmente descobriu uma macieira selvagem. Por ser selvagem, essa macieira possui um equipamento de sobrevivência que permitiu sua perpetuação através das gerações: espinhos.

Espinheiro branco

dogwin/iStock/Getty Images

O espinheiro branco produz frutos normalmente utilizados para a produção de geleias. É uma árvore cujas flores são vistosas na primavera e possui alguns espinhos espetaculares.

Romãzeira

Tempusfugit/iStock/Getty Images

Essa pequena árvore, às vezes considerada um arbusto, oferece um fruto delicioso repleto de sementes e protegido por uma coleção de espinhos. A romã é originária da Pérsia, mas se tornou muito popular no mundo ocidental à medida que as pessoas descobriram seu valor nutricional como fonte de vitamina C e antioxidantes.

Ameixa selvagem

marty8801/iStock/Getty Images

Ameixeiras selvagens são árvores frutíferas sociáveis que se desenvolvem em locais densos. Não tão sociáveis com outras espécies, elas possuem espinhos para desencorajar visitantes a pegarem suas frutas.

Pereira selvagem

badmanproduction/iStock/Getty Images

Peras selvagens, como as maçãs selvagens, possuem espinhos. A pera é uma das poucas árvores frutíferas que, quando plantadas e permitidas a crescerem sem qualquer intervenção humana, sobrevivem facilmente sozinhas. Com um arsenal de espinhos para evitar colhedores invasores, não há segredo.

Acácia-de-três-espinhos

Jon Meier/iStock/Getty Images

Não a confunda com uma nuvem de gafanhotos, a acácia-de-três-espinhos possui tronco e ramos repletos de espinhos longos e afiados. Esta árvore produz frutos comestíveis, embora não sejam tão conhecidos como os cítricos ou maçãs. A polpa de seus frutos é doce como melaço e usada tanto como fonte de açúcar, quanto um ingrediente para fermentação caseira.

Mais recentes

×