×
Loading ...

Quais gases compõem o planeta Mercúrio?

Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, é um pequeno mundo pouco maior do que a Lua da Terra. Na verdade, Mercúrio e a Lua são, de certa forma, semelhantes, pois por terem pouca ou nenhuma atmosfera, ambos estão cobertos por crateras. Apesar da sua proximidade com o Sol, como o Mercúrio não tem uma atmosfera real, ele não retém calor, por isso as temperaturas no lado diurno e noturno do planeta variam muito, de 426 ºC a -178 ºC, respectivamente.

Devido a sua proximidade com o Sol, Mercúrio possui muito pouca atmosfera (NASA/Getty Images News/Getty Images)

Atmosfera

Em vez de uma atmosfera como a da Terra, devido ao intenso calor e ventos solares vindos do Sol, Mercúrio é capaz de manter apenas uma exosfera de átomos carregados da superfície do planeta por ventos solares intensos e impactos de meteoritos. Na Terra, a exosfera é a camada mais extrema e com menor densidade da atmosfera. Em Mercúrio, ela é tão fina que os seus átomos escapam para o espaço, mas é constantemente reformada pelo afluxo contínuo de átomos da superfície e do próprio vento solar.

Loading...

Gases na exosfera

O exosfera é uma camada fina de baixa densidade de partículas e, como tal, contém apenas os átomos mais leves. A exosfera de Mercúrio contém traços de hidrogênio, hélio, oxigênio, sódio, cálcio, potássio e vapor de água. Sua pressão é insignificante. Os átomos de hidrogênio e hélio provavelmente vêm do vento solar, enquanto que o resto dos gases residuais vêm da superfície do planeta.

Cauda atmosférica

Mercúrio está muito mais próximo do Sol do que qualquer outro planeta do sistema solar. As partículas de fóton que compõem a luz exercem uma pressão sobre as superfícies com as quais entram em contato, embora essa pressão seja insignificante dentro da experiência humana normal. No entanto, em Mercúrio, a pressão da luz solar é muito mais forte do que na Terra. Lá, a luz realmente empurra átomos para longe do Sol e da exosfera de Mercúrio, criando uma cauda atmosférica atrás do planeta. Foi observado que a cauda contém os gases sódio, cálcio e magnésio, e se estende a cerca de 17.700 km do planeta.

História

Acredita-se que, no início do sistema solar, Mercúrio pode ter tido uma atmosfera muito mais espessa, muito parecida com a da Terra. No entanto, devido à sua baixa gravidade e proximidade com o Sol, ele não foi capaz de mantê-la. Os principais culpados foram os ventos solares, que lançam as partículas atmosféricas de Mercúrio para o espaço. Muitos astrônomos acreditam que a água foi levada para Mercúrio por cometas que atingiram a superfície. Um pouco dessa água pode permanecer congelada nos polos de Mercúrio, enquanto o restante está presente na sua atmosfera em quantidades residuais.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...