×
Loading ...

O que significa a guarda exclusiva?

O divórcio é uma infeliz realidade nos Estados Unidos. Estes términos podem acontecer rapidamente ou após décadas de casamento. Quando há crianças envolvidas, a questão da guarda exclusiva pode ser transformar em uma batalha acalorada, e conflitos sobre a guarda dos filhos são custosos, estressantes e consomem muito tempo. Se você estiver passando por um divórcio, é importante que compreenda o que significa a guarda exclusiva e as responsabilidades subsequentes.

Esteja preparado para lidar com os efeitos do divórcio sobre seus filhos (Pixland/Pixland/Getty Images)

Guarda exclusiva

A guarda exclusiva é um termo que se refere à situação em que um dos pais obtém poder total de decisão sobre a criação de um ou mais filhos após um divórcio. Há duas formas de guarda exclusiva: a guarda exclusiva legal dá a um dos pais o controle universal sobre como o filho será criado e tratado em assuntos como religião, educação e decisões médicas. A guarda física exclusiva, por sua vez, dita que o filho mora exclusivamente com um dos pais. O outro pode ou não agendar visitas periódicas à criança, dependendo na decisão do tribunal quanto à segurança da criança e o benefício que as visitas lhe fariam.

Loading...

Guarda compartilhada

Em circunstâncias normais, quando ambos os pais são aptos, a guarda é compartilhada de alguma forma. Por exemplo, um deles pode ter a guarda física exclusiva da criança, porém compartilha a guarda legal. Isso permite que a criança more com um dos pais, mas que as decisões relacionadas ao seu bem-estar sejam tomadas de forma colaborativa. Ou, ainda, um dos pais pode obter total poder de decisão sobre a criança através da guarda legal exclusiva, mas a guarda física pode ser compartilhada através de visitação.

Pais inaptos

A guarda exclusiva legal ou física normalmente é concedida somente nos casos em que um dos pais é inapto para criar a criança. Para que seja conferida essa classificação de inaptidão, alguns critérios precisam ser levados em conta. Especificamente, é inapto o indivíduo que não pode fornecer cuidado físico ou emocional apropriado para a criança. Se um dos pais for considerado inapto, a guarda exclusiva é concedida ao outro ou a outros membros da família, tais como avós.

Efeitos sobre as crianças

Divórcios podem variar. Em alguns casos são civilizados, enquanto em outros podem ser amargos e adversos, dependendo da situação. No entanto, o Dr. Ludwig Lowenstein, do Instituto de Serviços de Psicologia do Sul da Inglaterra, reforça que a guarda compartilhada sempre deve ser para o melhor interesse da criança. Expor crianças constantemente a batalhas legais amargas entre os pais pode causar problemas psicológicos ou comportamentais imediatamente e no futuro.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...